Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

25

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

25

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 94 Número 3




Voltar ao sumário

 

Dermatopatologia

Clipping ungueal na onicomicose e comparação com unhas normais e psoríase ungueal*

Nail clipping in onychomycosis and comparison with normal nails and ungual psoriasis*


Flávia Trevisan1; Betina Werner2; Rosangela Lameira Pinheiro3

1. Departamento de Dermatologia, Hospital de Clínicas, Universidade Federal do Paraná, Curitiba (PR), Brasil
2. Departamento de Patologia, Hospital de Clínicas, Universidade Federal do Paraná, Curitiba (PR), Brasil
3. Departamento de Microbiologia e Micologia, Unidade de Apoio Diagnóstico, Hospital de Clínicas, Universidade Federal do Paraná, Curitiba (PR), Brasil

Recebido 15 Março 2018.
Aceito 03 Junho 2018.
Suporte Financeiro: Nenhum
Conflito de Interesses: Nenhum
Como citar este artigo: Trevisan F, Werner B, Pinheiro RL. Nail clipping in onychomycosis and comparison with normal nails and ungual psoriasis. An Bras Dermatol. 2019;94(3):344-7.

Correspondência:

Flávia Trevisan
E-mail: draflaviatrevisan@ufpr.br

 

Resumo

FUNDAMENTOS: De todas as afecções ungueais vistas nos consultórios dermatológicos, metade é por onicomicose. O principal diagnóstico diferencial é com psoríase ungueal. O objetivo deste estudo foi comparar os achados microscópicos, afora a presença de fungos, no clipping da onicomicose versus unhas normais e com psoríase.
MÉTODOS: Estudo transversal de casos de onicomicose analisados pelo clipping, comparados a dados de unhas normais e com psoríase.
RESULTADOS: Foram estudadas 62 amostras de onicomicose e comparadas a 30 unhas normais e 50 com psoríase. Na onicomicose, a medida da região subungueal, os lagos serosos, os neutrófilos e o número de camadas de paraceratose são mais intensos do que na psoríase. Onicocariose é menos frequente na psoríase, enquanto bactérias são mais frequentes. A zona de transição ungueal é mais comumente borrada e irregular na onicomicose.
CONCLUSÃO: O clipping auxilia no diagnóstico diferencial de onicomicose e psoríase ungueal e pode ser útil mesmo quando fungos não são encontrados.

Palavras-chave: Doenças da unha; Micologia; Onicomicose; Patologia; Psoríase

© 2019 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações