Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

9

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

9

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 76 Número 6




Voltar ao sumário

 

Caso Clínico

Pitiríase rubra pilar: relato de caso com boa resposta à acitretina e revisão da literatura

Pityriasis rubra pilaris: report of a case which responded well to acitretin and a revision of the literature


PATRÍCIA GUIMARÃES PATURLE1, JOSEMIR BELO DOS SANTOS2, ADEIZA DE ALENCAR BRANCO SABINO3, MARCIO LÔBO JARDIM4, ZORAIDE ARAÚJO BRANDÃO DUQUE5, MARIA DE FÁTIMA DE MEDEIROS BRITO6, SUZANA VOZARI HAMPE7

1Residente em Dermatologia
2Professor adjunto
3Preceptora do Departamento
4Professor titular
5Médica patologista
6Médica dermatologista
7Médica dermatologista, doutoranda em dermatologia

Recebido em 07.11.2000. Aprovado pelo Conselho Consultivo e aceito para publicação em 21.08.2001. Trabalho realizado no Serviço de Anatomia Patológica e Serviço de Dermatopediatria, Hospital de Clínicas de Curitiba - PR.

Correspondência:
Patrícia de Barros Guimarães Rua da Harmonia, 430 / 804 - Casa Amarela Recife PE 52051-390 Tel.: (81) 3441-5794 / 9967-9197 "E-mail":patriciagui@ig.com.br

 

Resumo

A pitiríase rubra pilar (PRP) é dermatose eritêmato-papuloescamosa rara. É descrita como geralmente autolimitada e, por não apresentar repercussões sistêmicas, afeta os sexos igualmente e ocorre em todas as raças. Várias hipóteses têm sido propostas para sua patogênese, entre elas deficiência de vitamina A, fatores genéticos, infecções virais e bacterianas. Griffiths et al. classificaram a PRP em cinco subtipos, baseados em idade, apresentação clínica e curso da doença. Um sexto tipo, associado à infecção pelo HIV, tem sido aventado por alguns autores. É doença de difícil tratamento, e as opções utilizadas são emolientes e queratolíticos tópicos, fotoquimioterapia (Puva) e retinóides sistêmicos. Os autores apresentam a seguir um caso de PRP clássica do adulto tratado com acitretina.

Palavras-chave: PITIRÍASE RUBRA PILAR, RETINÓIDES, ACITRETINA

© 2017 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações