Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

28

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso tenha esquecido sua senha, solicite-nos.

Login como assinante

28

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 95 Número 1




Voltar ao sumário

 

Investigação

Associação entre polimorfismo CYP2J2 e suscetibilidade à psoríase na população turca: estudo caso-controle*

Association of CYP2J2 polymorphism with susceptibility to psoriasis in turkish population: a case-control study*


Yıldız Hayran1; Nuran Allı1; Pınar İncel Uysal1; Tuba Çandar2

1. Departamento de Dermatologia, Ankara Numune Training and Research Hospital, Ankara, Turquia
2. Departamento de Bioquímica Médica, Ufuk University Faculty of Medicine, Ankara, Turquia

Recebido em 10 de setembro de 2018
Aceito em 19 de abril de 2019
Disponível na Internet em 17 de fevereiro de 2020
Como citar este artigo: Hayran Y, Alli N, Uysal PI, Çandar T. Association of CYP2J2 polymorphism with susceptibility to psoriasis in Turkish population: a case-control study. An Bras Dermatol. 2020;95:25-31.

Correspondência:

Y. Hayran
E-mail: yildiz kantarci@yahoo.com

 

Resumo

FUNDAMENTOS: O citocromo P450 (CYP) 2J2 é principalmente expresso em tecidos extra-hepáticos. Ele metaboliza o ácido araquidônico (AA) em ácidos epoxieicosatrienoicos (EETs), com vários efeitos cardioprotetores e anti-inflamatórios. O polimorfismo do CYP2J2 foi identificado como um fator de risco para doenças cardiovasculares, mas sua associação com a psoríase permanece desconhecida.
OBJETIVO: Avaliar se o polimorfismo do CYP2J2 é um fator de risco para psoríase em uma população turca.
MÉTODOS: O estudo incluiu 94 pacientes com psoríase e 100 controles saudáveis, pareados por idade e sexo. Características demográficas e clínicas detalhadas foram registradas e os escores do Índice de Área e Gravidade da Psoríase (PASI, do inglês Psoriasis Area and Severity Index) foram calculados para pacientes com psoríase. Amostras de sangue venoso foram coletadas de todos os participantes e o polimorfismo CYP2J2 50G > T (rs890293) foi analisado por reação em cadeia da polimerase (PCR).
RESULTADOS: As frequências do alelo T e do genótipo TT + GT aumentaram em pacientes com psoríase vulgar (PsV) em comparação ao grupo controle (p = 0,024 e p = 0,029, respectivamente; OR = 2,82; IC 95%: 1,11-7,15). Não foi identificada associação entre o polimorfismo do CYP2J2 e as características clínicas da psoríase.
LIMITAÇÕES DO ESTUDO: Um número reduzido de pacientes foi incluído no estudo.
CONCLUSÃO: O polimorfismo CYP2J2 50G>T (rs890293) foi associado a um risco aumentado de PsV na população turca.

Palavras-chave: Nucleotideo único; Polimorfismo; Psoríase; Suscetibilidade a doenças

© 2020 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações