Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

28

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso tenha esquecido sua senha, solicite-nos.

Login como assinante

28

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 95 Número 1




Voltar ao sumário

 

Investigação

Avaliação da razão entre monócitos e lipoproteínas de alta densidade, linfócitos, monócitos e plaquetas na psoríase*

Evaluation of monocyte to high-density lipoprotein ratio, lymphocytes, monocytes, and platelets in psoriasis*


Ezgi Aktaş Karabay1; Damla Demir2; Aslı Aksu Çerman2

1. Departamento de Dermatologia e Venereologia, Faculty of Medicine, Bahçeşehir University, Istambul, Turquia
2. Departamento de Dermatologia e Venereologia, Sisli Hamidiye Etfal Training and Research Hospital, Health Sciences University, Istambul, Turquia

Recebido em 12 de junho de 2018
Aceito em 13 de maio de 2019
Disponível na Internet em 17 de fevereiro de 2020
Como citar este artigo: Aktas Karabay E, Demir D, Aksu Cerman A. Evaluation of monocyte to high-density lipoprotein ratio, lymphocytes, monocytes and platelets in psoriasis. An Bras Dermatol. 2020;95:40-5.

Correspondência:

E. Aktaş Karabay
E-mail: ezgiaktasmd@gmail.com

 

Resumo

FUNDAMENTOS: A psoríase é uma doença dermatológica inflamatória crônica, mediada imunologicamente, associada a comorbidades cardiovasculares.
OBJETIVO: Avaliar a proteína C-reativa (PCR), a razão monócitos/lipoproteínas de alta densidade (RMLAD), a razão neutrófilos/linfócitos (RNL), a razão plaquetas/linfócitos (RPL) e a razão monócitos/linfócitos (RML) como marcadores inflamatórios em pacientes com psoríase e procurar uma relação entre esses parâmetros e a gravidade da psoríase, conforme definido pelo Índice de Área e Gravidade da Psoríase (PASI, do inglês Psoriasis Area and Severit Index). Métodos: O estudo retrospectivo incluiu 94 pacientes com psoríase e 118 controles saudáveis, pareados por idade e sexo. Os valores de PCR, RMLAD, RNL, RPL e RML dos dois grupos foram avaliados retrospectivamente.
RESULTADOS: Diferencas estatisticamente significativas foram observadas quanto a PCR, RMLAD, RNL e RML entre os grupos de pacientes e controles (p = 0,001, p = 0,003, p = 0,038 e p = 0,007, respectivamente). Foram observadas correlações positivas entre o escore PASI e os valores de PCR, RMLAD, RNL, RPL e RML (r = 0,381, p = 0,001; r = 0,203, p = 0,045; r = 0,268, p = 0,009; r = 0,374, p = 0,001; r = 0,294, p = 0,004; respectivamente).
LIMITAÇÕES DO ESTUDO: O pequeno tamanho da amostra e o desenho retrospectivo do estudo são limitações.
CONCLUSÃO: Níveis elevados de PCR, RMLAD, RNL e RML foram significativamente associados à psoríase. A correlação positiva observada entre a PCR e a RMLAD leva à sugestão de que a RMLAD possa ser um parâmetro confiável na psoríase durante o acompanhamento. A relação entre a doença e os parâmetros inflamatórios pode levar à deteção precoce de morbidades cardiovasculares em pacientes com psoríase.

Palavras-chave: Linfócito; Lipoproteína C de alta densidade; Monócito; Plaquetas; Psoríase

© 2020 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações