Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

25

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso tenha esquecido sua senha, solicite-nos.

Login como assinante

25

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 95 Número 1




Voltar ao sumário

 

Investigação

Padronização de cultura organoide para avaliação da melanogênese induzida por UVB, UVA e luz visível*

Standardization of organoid culture for evaluation of melanogenesis induced by uvb, uva and visible light*


Thainá Oliveira Felicio Olivatti1; Giovana Piteri Alcantara2; Ana Cláudia Cavalcante Espósito Lemos3; Márcia Guimarães da Silva4; Hélio Amante Miot2

1. Faculdade de Medicina de Botucatu, Universidade Estadual Paulista, Botucatu, SP, Brasil
2. Departamento de Dermatologia e Radioterapia, Faculdade de Medicina de Botucatu, Universidade Estadual Paulista, Botucatu, SP, Brasil
3. Programa de Pós-Graduação em Patologia, Departamento de Dermatologia e Radioterapia, Faculdade de Medicina de Botucatu, Universidade Estadual Paulista, Botucatu, SP, Brasil
4. Departamento de Patologia, Faculdade de Medicina de Botucatu, Universidade Estadual Paulista, Botucatu, SP, Brasil

Recebido em 9 de abril de 2019
Aceito em 13 de junho de 2019
Disponível na Internet em 17 de fevereiro de 2020
Como citar este artigo: Olivatti TOF, Alcantara GP, Lemos ACCE, Silva MG, Miot HA. Standardization of organoid culture for evaluation of melanogenesis induced by UVB, UVA and visible light. An Bras Dermatol. 2020;95:46-51.

Correspondência:

H.A. Miot
E-mail: heliomiot@fmb.unesp.br

 

Resumo

FUNDAMENTOS: Culturas organoides são cultivos primários que mantêm características arquiteturais, relações entre as células e matriz extracelular. São opções para investigação fisiopatológica ou terapêutica, comparados aos ensaios animais e in vitro.
OBJETIVO: Desenvolvimento de modelo de cultura organoide cutânea, com vistas ao estudo da melanogênese induzida por radiações.
MÉTODO: Estudo de validação, que envolveu biópsias da pele retroauricular de adultos. Uma amostra foi irradiada com diferentes doses de UVB, UVA ou luz visível e a outra, mantida ao abrigo da luz por 72 horas. A viabilidade dos tecidos foi avaliada a partir de parâmetros morfológicos e arquiteturais da histologia e a expressão do gene GAPDH, por PCR em tempo real. A pigmentação melânica induzida pelas radiações foi padronizada em função das doses de cada radiação e avaliada por análise de imagem digital (Fontana-Masson).
RESULTADOS: Padronizou-se a cultura primária de pele em temperatura ambiente, com meio DMEM. As doses de UVB, UVA e LV (luz azul) que induziram melanogênese diferencial foram: 166 mJ/cm2, 1,524 J/cm2 e 40 J/cm2. A expressão do gene constitucional GAPHD não diferiu entre a amostra de pele processada imediatamente após a coleta do tecido e a amostra cultivada por 72 horas no protocolo padronizado.
LIMITAÇÕES DO ESTUDO: Estudo preliminar que avaliou apenas a viabilidade e integridade do sistema melanogênico e o efeito das radiações isoladamente.
CONCLUSÕES: O modelo padronizado manteve viável a função melanocítica por 72 horas sob temperatura ambiente, tornou possível a investigação da melanogênese induzida por diferentes radiações.

Palavras-chave: Fotobiologia; Melanose; Organoides

© 2020 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações