Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

22

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso tenha esquecido sua senha, solicite-nos.

Login como assinante

22

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 95 Número 5




Voltar ao sumário

 

Dermatologia tropical / infectoparasitária

Aspectos clínicos e epidemiológicos da leishmaniose tegumentar americana com acometimento genital*

Clinical and epidemiological aspects of American cutaneous leishmaniasis with genital involvement*


Marcelo Rosandiski Lyra1; Alan Bittencourt da Silva2; Cláudia Maria Valete-Rosalino1; Maria Inês Fernandes Pimentel1

1. Laboratório de Pesquisa Clínica e Vigilância em Leishmanioses, Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas, Fundação Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, RJ, Brasil
2. Curso de Graduação em Medicina, Faculdade de Medicina, Universidade Federal Fluminense, Niterói, RJ, Brasil

Recebido em 25 de outubro de 2019
Aceito em 8 de dezembro de 2019
Disponível na Internet em 20 de agosto de 2020
Como citar este artigo: Lyra MR, Silva AB, Valete-Rosalino CM, Pimentel MIF. Clinical and epidemiological aspects of American cutaneous leishmaniasis with genital involvement. An Bras Dermatol. 2020;95:641–4.

Correspondência:

M.R. Lyra
E-mail: marcelolyradermato@hotmail.com

 

Resumo

As lesões genitais constituem apresentação incomum da leishmaniose tegumentar americana. Condições como leishmaniose cutânea disseminada e infecção por HIV podem estar associadas ao acometimento genital. Nosso objetivo é apresentar cinco casos de leishmaniose tegumentar americana com lesões genitais e discutir aspectos clínicos e epidemiológicos observados em nossa casuística.

Palavras-chave: Infecções do sistema genital; Leishmania braziliensis; Leishmaniose cutânea; Leishmaniose mucocutânea.

© 2021 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações