Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 82 Número 2




Voltar ao sumário

 

Investigação

Acne vulgar: estudo piloto de avaliação do uso oral de ácidos graxos essenciais por meio de análises clínica, digital e histopatológica

Acne vulgaris: a pilot study to assess an oral treatment with essential fatty acids using clinical, digital, and pathological analyses.


ADILSON DA COSTA1, MAURÍCIO MOTA DE AVELAR ALCHORNE2, NILCEO SCHWERY MICHALANY3, JOSÉ HERMÊNIO CAVALCANTE LIMA FILHO4

1Mestre em Dermatologia pela Universidade Federal de São Paulo – Escola Paulista de Medicina; Coordenador do Ambulatório de Acne e Foliculoses do Serviço de Dermatologia da Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC CAMPINAS) – Campinas (SP), Brasil.
2Professor Titular do Departamento de Dermatologia da Universidade Federal de São Paulo – Escola Paulista de Medicina - São Paulo (SP), Brasil.
3Médico Dermatopatologista, Professor Adjunto do Departamento de Patologia e Chefe do Setor de Dermatopatologia da Universidade Federal de São Paulo – Escola Paulista de Medicina, São Paulo (SP), Brasil.
4Imunologista, Professor Adjunto IV, Chefe da disciplina de Imunologia Clínica e Alergia do Departamento de Patologia Médica e Membro do Serviço de Dermatologia da Universidade Federal do Paraná - Paraná (PR), Brasil.

Recebido em 29.03.2006. Aprovado pelo Conselho Consultivo e aceito para publicação em 12.04.2007. * Resultado da dissertação de mestrado do autor principal na Universidade Federal de São Paulo – Escola Paulista de Medicina, para a obtenção do título de mestre em dermatologia. Conflito de interesse declarado: Nenhum. _Como citar este artigo:_ Costa A, Alchorne MMA, Michalany NS, Lima HC. Acne vulgar: estudo piloto de avaliação do uso oral de ácidos graxos essenciais por meio de análises clínica, digital e histopatológica. An Bras Dermatol. 2007;82(2):129-34.

Correspondência:
Adilson Costa Rua Cayowáa, 710 apto. 162 - Perdizes 05018 001 São Paulo SP, Brasil Tel./fax: 0XX11 38629762 "e-mail":adilson_costa@hotmail.com

 

Resumo

FUNDAMENTOS - A relação entre acne vulgar, alimentação e terapia com ácidos graxos essenciais é desconhecida, embora esses elementos tenham papel importante na fisiopatogenia dessa dermatose. OBJETIVO – Verificar a resposta clínica da acne vulgar com o uso de ácidos graxos essenciais e quais os melhores métodos de avaliação do tratamento. MÉTODOS – Trinta e um voluntários, dos quais 16 (51,6%) receberam esquema oral rico em ácidos graxos essenciais e 15 receberam placebo (48,4%). Foram utilizadas análises clínica, de auto-avaliação, digital e histológica para avaliação. RESULTADOS – Não houve diferença nas notas subjetivas (p=0,419) e na análise digital (p=0,2187) entre os gupos placebo e produto; houve sugestão de melhora com o uso do produto, pela histopatologia (p=0,087), sem significância pelo teste do qui-quadrado (= 4,878); ausência de correlação estatística entre a análise digital e a nota subjetiva dos voluntários (p=0,127), entre a nota subjetiva e a resposta histopatológica (p=0,438); houve, porém, relação entre a análise histopatológica e a digital (p=0,012). CONCLUSÕES - 1) Para se avaliar o benefício clínico deve-se realizar um estudo com amostra maior; 2) a auto-avaliação do voluntário e a análise digital não puderam discernir o melhor padrão terapêutico para acne vulgar, se medicamento ou placebo; 3) a associação histopatologia-análise digital parece ser a melhor forma de avaliação da qualidade da resposta clínica dessa terapêutica; 4) a histopatolgia parece ser o método mais sensível para avaliar essa modalidade terapêutica.

Palavras-chave: ÁCIDO LINOLÉICO, ÁCIDOS GRAXOS ESSENCIAIS, ACNE VULGAR

© 2017 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações