Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

9

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

9

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 77 Número 2




Voltar ao sumário

 

Caso Clínico

Mílio Colóide do Adulto

Adult-Type Colloid Milium


JULIANO CORDEIRO ASSUNÇÃO1, CARLOS ALBERTO DA COSTA1, JACKSON MACHADO PINTO2, MARIA SILVIA LABORNE ALVES DE SOUZA3, MARIA ESTER MASSARA CAFÉ3

1Assistente-voluntário da Clínica Dermatológica da Santa Casa de Belo Horizonte-MG.
2Chefe da Clínica Dermatológica da Santa Casa de Belo Horizonte-MG
3Assistente efetivo da Clínica Dermatológica da Santa Casa de Belo Horizonte-MG

Recebido em 26.01.1999. Aprovado pelo Conselho Consultivo e aceito para publicação em 21.08.1999. * Trabalho realizado na Santa Casa de Belo Horizonte-MG.

Correspondência:
Juliano Cordeiro Assunção Rua Maranhão 625 - Ap. 301 Belo Horizonte - Minas Gerais CEP: 30150-330 Tel. ( 31 ) 227 51 09

 

Resumo

Mílio colóide é doença degenerativa relativamente rara, de etiologia desconhecida. São descritos três tipos de degeneração colóide da pele: mílio colóide tipo adulto, mílio colóide juvenil e degeneração nodular colóide. Na variante do adulto a luz solar é fator importante, havendo casos desencadeados por bronzeamento artificial. Na histologia observa-se lesão dérmica contendo material eosinofílico. Os autores relatam dois casos de mílio colóide tipo adulto e fazem uma revisão breve sobre a possível etiologia, a clínica e os achados histopatológicos, bem como sobre as modalidades terapêuticas para a doença.

Palavras-chave: DEGENERAÇÃO COLÓIDE., MÍLIO COLÓIDE

© 2017 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações