Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 77 Número 2




Voltar ao sumário

 

Educação médica continuada

Hiperandrogenismo e a repercussão na pele

Hyperandrogynism and repercussions in the skin


DENISE STEINER1

1Professora adjunta da Faculdade de Medicina de Jundiaí; Doutora pela UNICAMP; Dermatologia pela SBD com residência na Universidade de São Paulo; Coordenadora do Depto. de Cosmiatria da SBD; Presidente do V Distrito Dermatológico da Reginal São Paulo da SBD

Recebido em 26.01.1999. Aprovado pelo Conselho Consultivo e aceito para publicação em 21.08.1999. * Trabalho realizado no Serviço de Anatomia Patológica e Serviço de Dermatopediatria, Hospital de Clínicas de Curitiba - PR.

Correspondência:
Ricardo Romiti Rua Machado de Assis, 303 Santos SP 11050-060 Tel/Fax: (13) 235-6977 "E-mail":rromiti@hotmail.com

 

Resumo

Várias alterações da pele, como acne, hirsutismo e alopecia androgenética, estão relacionadas ao aumento ou desequilíbrio do metabolismo dos andrógenos. O dermatologista recebe com freqüência essas queixas e necessita abordá-las de maneira objetiva e eficaz. Neste artigo os autores enfocam o metabolismo desses hormônios, as principais doenças causadas por seu excesso, a avaliação laboratorial dos pacientes e os tratamentos conhecidos e consagrados pela prática dermatológica.

Palavras-chave: PELE, ACNE VULGAR, HIRSUTISMO, ALOPECIA, ANDROGENIOS

© 2017 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações