Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

7

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

7

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 77 Número 3




Voltar ao sumário

 

Caso Clínico

Dermatofibromas eruptivos múltiplos em paciente com infecção pelo HIV

Multiple Eruptive Dermatofibromas in Patient with HIV Infection


RENAN RANGEL BONAMIGO1, CYNARA NUNES2, SIMONE ARENZON3, JULIANA RIETJENS4

1Dermatologista, Mestre em Clínica Médica, Preceptor da Residência Médica em Dermatologia da Escola de Saúde Pública do Estado do Rio Grande do Sul.
2Infectologista do Serviço de Atendimento Especializado/Centro Municipal de Atendimento em DST e Aids de Porto Alegre - RS
3Médica-Residente em Dermatologia da Escola de Saúde Pública do Estado do Rio Grande do Sul.
4Médica-Residente em Dermatologia da Escola de Saúde Pública do Estado do Rio Grande do Sul

Recebido em 26.01.1999. Aprovado pelo Conselho Consultivo e aceito para publicação em 21.08.1999. * Trabalho realizado no Serviço de Atendimento Especializado/Centro Municipal de Atendimento em DST e Aids de Porto Alegre – RS

Correspondência:
Renan Rangel Bonamigo Rua Dr. Vale, 605/401B – Bairro Moinhos de Vento Porto Alegre RS 90460-010. Tel./fax: 0xx51 3467209

 

Resumo

OBJETIVO: descrever a associação entre a infecção pelo HIV e o quadro raro de dermatofibromas eruptivos múltiplos (DeM). MATERIAL E MÉTODOS: relato de caso da infecção pelo HIV e de múltiplos dermatofibromas no mesmo paciente. RESULTADOS: verificou-se em um paciente soropositivo para HIV, em uso de terapia anti-retroviral há dois meses, com CD4= 344mm3 e carga viral indetectável, o surgimento abrupto de 11 lesões em menos de três meses, histopatologicamente compatíveis com dermatofibromas. CONCLUSÕES: a infecção pelo vírus HIV pode constituir-se em um estímulo imunogênico para o súbito desenvolvimento de erupções cutâneas raras ou atípicas, entre as quais, provavelmente, os dermatofibromas eruptivos múltiplos.

Palavras-chave: HIV, DERMATOFIBROMAS

© 2017 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações