Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 82 Número 3




Voltar ao sumário

 

Artigo de revisão

Síndrome das unhas frágeis

Brittle nail syndrome


IZELDA MARIA CARVALHO COSTA1, LUCAS SOUZA CARMO NOGUEIRA2, PATRÍCIA SANTIAGO GARCIA3

1Doutora em dermatologia. Professora da Pós-Graduação da Faculdade de Ciências da Saúde da Universidade de Brasília (UNB) e professora doutora de dermatologia da Universidade Católica de Brasília - Brasília (DF), Brasil.
2Especialista em clínica médica e dermatologia. Médico do Hospital Universitário de Brasília - Brasília (DF), Brasil.
3Residente em dermatologia – Hospital Universitário de Brasília - Brasília (DF), Brasil.

Aprovado pelo Conselho editorial para publicação em 11.06.2007. * Trabalho realizado na Universidade de Brasília, Brasília (DF), Brasil. Conflito de interesse declarado: Nenhum. Como citar este artigo: Costa IMC, Nogueira LSC, Garcia PS. Síndrome das unhas frágeis. An Bras Dermatol. 2007;82(3): 263-7

Correspondência:
Izelda Maria Carvalho Costa SHIS QI 17, Conj. 08, Casa 02, Lago Sul 71645 080 - Brasília (DF) Tel: (61) 3346-8940 "E-mail":izelda@unb.br

 

Resumo

A síndrome das unhas frágeis é queixa comum, caracterizada por aumento da fragilidade das lâminas ungueais. Afeta quase 20% da população geral, sendo mais comum em mulheres. Clinicamente se manifesta com onicosquizia e onicorrexe – distúrbios nos fatores de adesão intercelular das unhas se manifestam como a primeira, ao passo que alterações da matriz apresentamse com onicorrexe. Mesmo sendo tão usual e afetando os pacientes de maneira importante em seu cotidiano, o tratamento das unhas frágeis avançou pouco nas últimas décadas e ainda se baseia principalmente no uso da biotina.

Palavras-chave: DOENÇAS DA UNHA, UNHAS, UNHAS MALFORMADAS

© 2017 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações