Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 80 Número 1




Voltar ao sumário

 

Artigo de revisão

Manifestações tegumentares da doença enxerto contra hospedeiro em pacientes transplantados de medula óssea

Tegumentary manifestations of graft-versus-host disease in bone marrow transplantation recipients


MARCIA DE MATOS SILVA1, LUIS FERNANDO S. BOUZAS2, ABSALOM L. FILGUEIRA3

1Doutora em Dermatologia pela UFRJ
2Mestre em Hematologia pela Faculdade de Medicina - UFRJ, Diretor do Centro Nacional de Transplante de Medula Óssea do Inca/MS
3Professor titular de Dermatologia da Faculdade de Medicina/UFRJ

Recebido em 23.01.2003. Aprovado pelo Conselho Consultivo e aceito para publicação em 25.09.2003.. Trabalho realizado no Serviço de Dermatologia, Hospital das Clínicas, Universidade Federal de Minas Gerais.

Correspondência:
Márcia de Matos Silva Rua República Árabe da Síria 451/303 Ilha do Governador - RJ CEP 21931-220 Tel/fax: (21) 3353-3970 "E-mail":marciamatos@openlink.com.br

 

Resumo

A doença enxerto contra hospedeiro (DECH) é uma síndrome sistêmica que ocorre em pacientes que recebem linfócitos imunocompetentes. A fisiopatologia envolve uma reação imunológica entre linfócitos transplantados e tecidos do hospedeiro, e ocorre por ataque imune das células T do doador às células do hospedeiro, as quais diferem daquelas pelos antígenos de histocompatibilidade. É, assim, uma complicação primária do transplante de medula óssea (TMO) alogênico. O envolvimento cutâneo é freqüente na DECH e contribui para a morbidade e mortalidade do TMO. O dermatologista tem papel importante na avaliação dos pacientes auxiliando no reconhecimento precoce da DECH e suas complicações e no acompanhamento clínico desses pacientes. Nesta revisão os autores enfatizam as manifestações cutâneas da DECH, tendo como base sua experiência pessoal no acompanhamento de pacientes portadores de DECH transplantados de medula óssea no Centro Nacional de Transplante de Medula Óssea/Inca/MS, no Rio de Janeiro, nos últimos 14 anos.

Palavras-chave: DOENÇA ENXERTO CONTRA HOSPEDEIRO, TRANSPLANTE ALOGÊNICO., TRANSPLANTE DE MEDULA ÓSSEA

© 2017 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações