Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

15

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

15

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 71 Número 6




Voltar ao sumário

 

Caso Clínico

Tuberculose cutânea e AIDS: relato de um caso

Cutaneous tuberculosis and Aids: report of a case


SYLVIA LEMOS HINRICHSEN1, LÍBIA VILELA MOURA2, LUÍS CLÁUDIO ARRAES2, LÚCIA REIS3, DIANA LAMPREA3, ROSANGELA KANASHIRO GAVA3

1Professora Adjunta da Disciplina de DIP. Departamento de Medicina Tropical; Chefe do Serviço de DIP; Coordenadora - Nepai/UFPE.
2Professor Assistente da Disciplina de DIP; Pesquisador Assistente - Nepai / UFPE.
3Médica Residente - DIP / UFPE.

_Aprovado pelo Conselho Consultivo e aceito para publicação em 27.8.96._ *Trabalho realizado no Serviço de Doenças Infecciosas e Parasitárias - DIP: Núcleo de Ensino, Extensão, Pesquisa e Assistência em Infectologia - Nepai; Universidade Federal de Pernambuco - UFPE.

Correspondência:
Sylvia Lemos Hinrichsen Rua Jerônimo de Albuquerque, 188/1803 Recife PE 52061-470 Tel/Fax: (081) 268-9905 "e-mail":sylvia@elogica.com.br

 

Resumo

A tuberculose cutânea é uma forma de acometimento pouco comum, mas que, com o surgimento da Aids, tem demonstrado aumento, embora continue rara, mesmo nestes pacientes. Como diagnóstico, deve ser lembrada especialmente em áreas onde seja freqüente o bacilo de Koch. Os autores relatam um caso de tuberculose cutânea em paciente com Aids, de 34 anos, do sexo masculino, que também apresentava neurotoxoplasmose. Durante a evolução, apresentou reação de hipersensibilidade ao esquema com isoniazida, rifampicina e pirazinamida, tendo sido tratado com drogas tuberculostáticas de "segunda escolha", com boa resposta terapêutica.

Palavras-chave: TUBERCULOSE CUTÂNEA., MYCOBACTERIUM TUBERCULOSIS, SÍNDROME DE IMUNODEFICIÊNCIA ADQUIRIDA

© 2018 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações