Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

34

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

34

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 50 Número 2




Voltar ao sumário

 

Artigos originais

Flora Dermatofítica em São Paulo (1964-1974)


LUIZ CARLOS CUCÉ1, RAYMUNDO MARTINS CASTRO2, SANDRA LOPES MATTOS E DINATO3, ALBERTO SALEBIAN4

1Livre Docente do Departamento de Medicina Tropical e Dermatologia. Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (Chefe: Prof. S. A. Prado Sampaio).
2Professor Adjunto do Departamento de Medicina Tropical e Dermatologia, Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (Chefe: Prof. S. A. Prado Sampaio).
3Mestranda do Departamento de Medicina Tropical e Dermatologia. Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (Chefe: Prof. S. A. Prado Sampaio).
4Biologista do Departamento de Medicina Tropical e Dermatologia. Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (Chefe: Prof. S. A. Prado Sampaio).

Correspondência:
Luiz Carlos Cucé Rua Itapeva, 518 - 1º Andar São Paulo (Capital)

 

Resumo

Os autores estudam a flora dermatofítica de São Paulo através a análise de 792 culturas obtidas entre 1964 e 1974. Os dados foram comparados com os de autores que efetuaram estudos semelhantes cerca de 30 anos antes. Foi passível verificar nítido aumento da prevalência do Trichophyton rubrum e o quase desaparecimento dos Trichophyton violaceum e schöenleinii.

© 2020 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações