Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso tenha esquecido sua senha, solicite-nos.

Login como assinante

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 51 Número 1




Voltar ao sumário

 

Artigos originais

Dermatite de contato por sensibilização aos corticosteróides, seus preservativos e veículos - Nota Prévia


SÉRGIO LAZZARINI1, LUIZ HENRIQUE CAMARGO PASCHOAL2

1Professor-Assistente da Disciplina de Imunologia Clínica e Alergia.
2Docente-Livre. Prof. Adjunto e Chefe da Disciplina de Dermatologia.

Trabalho do Departamento de Clínica Médica (Prof. S. Carvalhal) - Disciplina de Dermatologia (Prfo. L. H. C. Paschoal) da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Estadual de Campinas - São Paulo.

Correspondência:
Sergio Lazzarini Disciplina de Imunologia Clínica e Alergia Dep. de Clínica Médica UNICAMP Campinas - São Paulo

 

Resumo

Os AA. após revisão bibliográfica apresentam o estudo da testes de contesto em 30 pacientes com quadro dermatológico de eczema de estase apenas. Fazem os mesmos testes em grupo controla de igual número, do mesmo sexo, cor, idade ao grupo estudado. Foram feitos de rotina, 15 testes de contato, compreendendo sais de vários corticosteróides, preservativos, fungicidas, antibióticos e veículos comuns aos existentes no mercado farmacêutico. Dos 30 casos testados, foram encontrados 14 casos positivos a um ou mais componentes da bateria (46,6%) e apenas um caso se positivou do grupo controle. Concluem que o menor grau de resistência da pele na local do contato constitui um dos fatores que mais favorecem a sensibilização. Os estudos prosseguem com finalidade de maior número de casas com a finalidade de comparar grupos etários com sensibilizações, tempo de evolução da dermatose e sensibilização, tipo da dermatose e sensibilização e também, índice de sensibilização à bateria padronizada, em pacientes portadores de outras dermatoses, para estudo comparativo com as dermatoses deste trabalho.

© 2020 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações