Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

3

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso tenha esquecido sua senha, solicite-nos.

Login como assinante

3

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 51 Número 4




Voltar ao sumário

 

Artigos originais

Antígenos de mitsuda animal e humano


CANDIDO DA COSTA PEREIRA1, A. C. PEREIRA2

1Professor Adjunto de Dermatologia da UFJF. Médico Leprólogo do Estado de Minas Gerais. Livre-Docente da UFRJ
2Professor Titular de Dermatologia da UFJF. Médico Leprólogo do Estado de Minas Gerais. Docente-Livre da UFRJ

Trabalho realizado no Educandário "Carlos Chagas" e no Dispensário Regional de Dermatologia Sanitária de Juiz de Fora-MG, com a participação do Instituto Nacional de Dermatologia da Venezuela. "Prêmio Souza Araújo" de pesquisa em Hansenologia de 1975, Rio de Janeiro - Sociedade Brasileira de Leprologia

Correspondência:
Carlos Adolpho C. Pereira Av. Rio Branco, 2722/802 36,100 Juiz de Fora - MG

 

Resumo

O Antígeno de. Mitsuda de origem animal (tatu) foi testado em 60 criam tas co mesmo tempo que o Antígeno de Mitauda de origem humana. Foram feitas leituras com 48 horas e com 21 dias, exames histopatológicos e e análise estatística dos resultados. Pela primeira vez foi observada uma pequena mas significativa discordâncía entre os dois antigenas com resultados positivo para um e negativo para o outro numa mesma criança

© 2020 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações