Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

37

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

37

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 52 Número 1




Voltar ao sumário

 

Artigos originais

Identificação de agentes da cromomicose


L. G. OLIVEIRA1, M. A. RESENDE2, CID FERREIRA LOPES3, E. O. CISALPINO4

1Professor-Assistente de Microbiologia do ICB da UFMG e Professor-Regente de Microbiologia da Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais.
2Bolsista da FUNTEC, Auxiliar de Ensino de Microbiologia da Escola de Farmácia e Bioquímica de Ouro Preto e da Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais.
3Professor-Adjunto da UFMG e Chefe de Clínica Dermatológica da Santa Casa de Belo Horizonte-Minas Gerais.
4Professor-Titular de Microbiologia e Diretor do ICB da UFMG.

Trabalho realizado no Instituto de Ciências Biológicas (ICB) da Universidade Federal de Minas Gerais (MG) - Diretor. Profº. E.O. Cisalpino.

Correspondência:
Instituto de Ciências Biológicas da U.F.M.G. Caixa Postal, nº 2486 30.000 - Belo Horizonte - MG. Brasil

 

Resumo

Examinaram-se dezessete amostras de fungos isolados de portadores de cromomicose. Utilizou-se, para tal, a cultura em agar-Sabouraud, em temperatura ambiente e a 37°C, para a verificação do aspecto macroscópico e influência da temperatura no crescimento. Fez-se o estudo dos tipos de frutificação em microcultivo em lâmina. Identificaram-se quatorze amostras de Fonsecaea pedrosoi, duas amostras de Cladosporlum sp. e uma, que seria uma espécie nova, Acrotheca aquaspersa.

© 2020 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações