Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 52 Número 3




Voltar ao sumário

 

Artigos originais

Fotografia em dermatologia


ALOYSIO PACHECO ARGOLLO NOBRE1

1Professor Assistente da Clínica Dermatológica da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio de Janeiro e Membro da ABAF (Associação Brasileira de Arte Fotográfica).

Correspondência:
Aloysio Argollo Rua Gago Coutinho, 35, Cob Cob. 01 Laranjeiras, Rio de Janeiro, RJ

 

Resumo

Após breve relato da história da fotografia e sucinta descrição do material fotográfico, expãem-se regras para a tomada de fotografia em dermatologia, considerando-se a fotografia de corpo inteiro, a fotografia ela segmentos do corpo humano, a fotografia de lesões (detalhe) e a fotografia de controle de tratamento ou de evolução de doenças - "antes a depois". São incluídas regras para feitura e fotografia de textos para proteção, pela freqüência com que os mesmos são utilizados pelos dermatologistas. Conclue-se com a preparação do negativo em filme preto e branco, para a projeção de fotos com textos coloridos, mais agradáveis aos olhos dos espectadores. A fotografia de exame microscópico (fotomicrografia) não, é incluído, neste trabalho por exigir técnicas especiais, e as instruções de uso acompanham a aparelhagem necessária. Mais modernamente estas fotografia, são tomadas por meios totalmente automáticos.

© 2019 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações