Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

1

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

1

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 52 Número 3




Voltar ao sumário

 

Temas de atualização

Leishmaniose Tegumentar em Alagoas


ALBERTO EDUARDO COX CARDOSO1, Z. VALENÇA2, A. CARDOSO3, M. TORRES4, F. PEREIRA5

1Professor Assistente da Disciplina de Dermatologia do Departamento de Clínica Médica do Centro de Ciências da Saúde da Universidade Federal de Alagoas e Professor Titular de Dermatologia da Escola de Ciências Médicas de Alagoas.
2Professor Adjunto da disciplina de Dermatologia do Departamento de Clínica Médica do Centro de Ciências da Saúde da Universidade Federal de Alagoas.
3Professor Titular da disciplina de Dermatologia do Departamento de Clínica Médica do Centro de Ciências da Saúde da Universidade Federal de Alagoas.
4Acadêmica de Medicina da Escola de Ciências Médicas de Alagoas.
5Acadêmico de Medicina da Escola de Ciências Médicas de Alagoas.

Correspondência:
Alberto Cox Cardoso Av. Moreira e Silva 469 - Farol Maceió, 5700 - Alagoas.

 

Resumo

Os autores realizaram inquérito epidemiológico sobre leishmaniose te¬gumentar no Estado de Alagoas, no período compreendido entre 1° de julho de 1975 e 30 de junho de 1976. Foram estudadas a procedência, a incidência quanto à idade, ao sexo, à cor e à profissão e a localização das lesões. Concluíram que os focos endêmicos de leishmaniose tegumentar estão localizados nas zonas do Litoral da Mata, Mata e Agreste da Mata e que o aumento do número de casas coincidiu com o grande desenvolvimento da agroindústria açúcareira. Em Alagoas, a zoonose acomete principalmente a pele, só invadindo as mucosas em reduzido número de pacientes.

© 2019 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações