Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 52 Número 3




Voltar ao sumário

 

Caso Clínico

Scleromyxedema


GLYNE LEITE ROCHA1, SÉRGIO SOARES QUINETE2, E. R. RANGEL3, ANTONIO DE SOUZA MARQUES4

1Chefe do Serviço de Dermatologia do Hospital Central do IASERJ. Docente das Faculdades de Medicina da UFRJ e UERJ.
2Médico-Assistente do Serviço de Dermatologia do Hospital Central do IASERJ.
3Médica-Residente (R2) do Serviço de Dermatologia do Hospital Central do IASERJ.
4Consultor em Dermatopatologia.

Correspondência:
G.L. Rocha A. Copacabana, 1052 S/1002 Rio de Janeiro - RJ.

 

Resumo

Caso de Scleromyxedema (Lichen myxedematosus) é estudado e apresentado, como a maioria dos casos, com um curso benigno e manifestações cutâneas características, disseminadas pela pele do paciente. Cerca de 50 (cinqüenta) casos têm sido publicados na literatura mundial. A possível coexistência com mieloma múltiplo é motivo de discussão. Nos estudos realizados não havia qualquer anormalidade na tireóide. Apesar de pesquisada, não foi encontrada a presença de gama-glodulina anormal, encontrada na maioria dos casos de Scleromyxedema.

© 2019 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações