Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 81 Número 1




Voltar ao sumário

 

Investigação

Micose fungóide: estudo epidemiológico de 17 casos e avaliação da resposta terapêutica à PUVA

Mycosis fungoides: epidemiologic study of 17 cases and evaluation of PUVA photochemotherapy


IDA ALZIRA GOMES DUARTE1, ROBERTA BUENSE BEDRIKOW2, SIMONE KODAMA AOKI3

1Professora-adjunta da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo. Responsável pelo Setor de Alergia e Fototerapia da Clínica de Dermatologia da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo - São Paulo (SP), Brasil.
2Pós-graduanda em Dermatologia pela Universidade de São Paulo. Médica dermatologista voluntária do Setor de Alergia e Fototerapia da Clínica de Dermatologia da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo - São Paulo (SP), Brasil.
3Estagiária da Clínica de Dermatologia da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo - São Paulo (SP), Brasil.

Recebido em 08.08.2005. Aprovado pelo Conselho Consultivo e aceito para publicação em 16.01.2006. Trabalho realizado na Clínica de Dermatologia da Santa Casa de São Paulo - São Paulo (SP), Brasil. Conflito de interesse declarado: Nenhum _Como citar este artigo:_ Duarte I, Buense R, Aoki S. Micose fungóide: estudo epidemiológico de 17 casos e avaliação da resposta terapêutica à PUVA (radiação ultravioleta A associada ao 8- metoxipsoraleno oral). An Bras Dermatol. 2006;81(1):40-5.

Correspondência:
Ida Duarte Rua Diana, 820 / 151 05019-000 - São Paulo - SP "E-mail":idaduarte@terra.com.br

 

Resumo

*Fundamentos:* A fotoquimioterapia com PUVA é indicada para tratamento da micose fungóide, empregada como monoterapia em estágios precoces ou combinada a outras drogas nos estágios mais avançados da doença. *Objetivos:* Avaliação da resposta terapêutica à fotoquimioterapia PUVA em pacientes com micose fungóide. *Métodos:* Entre janeiro de 1996 e novembro de 2003 avaliaram-se 17 pacientes com micose fungóide no setor de Fototerapia da Clínica Dermatológica da Santa Casa de São Paulo. A terapia com PUVA foi realizada como monoterapia nos estádios iniciais ou como coadjuvante nos estádios avançados da doença. Avaliou-se o resultado do tratamento quanto ao aspecto clínico das lesões e parâmetros histológicos após tratamento. *Resultados:* Quatorze de 16 pacientes responderam à fotoquimioterapia. Relacionando o estadiamento da doença à resposta terapêutica obteve-se o seguinte: cinco pacientes (um em estágio IA e quatro em IB) com controle total (cura das lesões); quatro (todos IB) com melhora intensa (controle de 70-99%); dois (IIB e IVA) com melhora moderada (de 50 a 69%); três (IA, IB, IIA) com melhora discreta (menos 50%); dois (IB, IIB) inalterados (sem resposta). Um paciente teve de descontinuar o tratamento por apresentar intenso ardor. *Conclusão:* Houve resposta à terapia PUVA em 87% dos pacientes, com controle total ou melhora intensa da doença em 56% dos casos. Sua efetividade permitiu regressão das lesões cutâneas, principalmente nos casos precoces. A fotoquimioterapia com PUVA mostrou ser tratamento seguro e efetivo, devendo ser considerado em pacientes com micose fungóide.

Palavras-chave: LINFOMA DE CÉLULAS T CUTÂNEO, MICOSE FUNGÓIDE, TERAPIA PUVA

© 2017 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações