Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

19

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

19

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 53 Número 3




Voltar ao sumário

 

Artigos originais

Miconazole em paracoccidioidomicose


NELSON GUIMARÃES PROENÇA1, MARCUS ANTONIO MAIA DE OLIVAS FERREIRA1, FAUSTO JOÃO FORIN ALONSO2

1Professor Pleno
2Instrutor de Ensino

*Trabalho realizado na Disciplina de Dermatologia da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo.*

Correspondência:
Nelson G. Proença Rua Dr. César, 62, 2°and. G. 23 02013 São Paulo

 

Resumo

No presente trabalho o miconazole foi empregado para o tratamento de quatro doentes com paracoccidioidomicose. Foi utilizada a dose diária de 3 gramas, dividida em 3 doses, admnistradas por via oral. Em uma doente a dose foi reduzida à metade, por se tratar de menina com 27 quilos de peso. Os resultados foram variáveis: em um doente foi excelente, em um foi bom com recidiva, em um foi nulo e em um houve intolerância digestiva, que abrigou à suspensão da droga. Os presentes resultados estão em discordância com os obtidos por outros investigadores. Os autores do presente trabalho julgam que já é chegado o momento de conduzir experiência “duplo-cego”, comparando o miconazole com as sulfas.

© 2020 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações