Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

15

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

15

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 70 Número 5




Voltar ao sumário

 

Investigação

Estudos preliminares sobre o estímulo da reação de Mitsuda pelo Corynebacterium parvum

Preliminary studies into the stimulus of Mitsuda reaction by Corynebacterium parvum


ITAMAR BELO DOS SANTOS1, ITAMAR SANTOS2, MARÍLIA DE MORAES DELGADO3, EMMANUEL RODRIGUES DE FRANÇA4, TÁRCIO DOS SANTOS PEREIRA2

1Chefe do Serviço.
2Aluno do II ano, Curso de Especialização em Dermatologia.
3Preceptora do CEDER.
4Professor Auxiliar, Faculdade de Ciências Médicas - UPE.

_Aprovado pelo Conselho Consultivo e aceito para publicação em 25.7.95._ *Trabalho realizado no Centro de Estudos Dermatológicos do Recife - CEDER.* *Apresentado no XI.VIII Congresso Brasileiro de Dermatologia, Curitiba,1993.*

Correspondência:
Itamar Belo dos Santos Estrada do Encanamento, 1364 Recife PE 52070-000

 

Resumo

FUNDAMENTOS - A reação de Mitsuda negativa representa prognóstico desfavorável na evolução da hanseníase. OBJETIVOS - Estimular a reação de Mitsuda por meio do _Corynebacterium parvum_, um modulador imunológico. MÉTODO - Em vinte pacientes portadores de hanseníase indeterminada, com reação de Mitsuda negativa ou duvidosa, foi aplicado o _C. parvum_, após cinco aplicações semanais de suspensão de _C. parvum_, foi feita nova reação de Mitsuda, lida 21 dias após a aplicação. RESULTADOS - Foi obtido em dez pacientes (50%) a positivação dessa reação (igual ou maior do que 5mm), e em seis (30%), estimulo moderado (entre 2 e 4mm). CONCLUSÃO - O _C. parvum_ foi considerado imunoestimulantes que deve ser bem investigado em hanseníase.

Palavras-chave: HANSENÍASE., ADJUVANTES IMUNOLÓGICOS

© 2018 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações