Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

4

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

4

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 70 Número 5




Voltar ao sumário

 

Investigação

Metástases cutâneas de neoplasias: estudo de 27 pacientes

Cutaneous metastasis of neoplasias: study carried out of 27 patients


IPHIS TENFUSS CAMPBELL1, HORÁCIO FRIEDMAN2, MAURÍCIO MOTA DE AVELAR ALCHORNE3

1Médico dermatologista, Hospital Universitário - UnB.
2Professor Assistente, Departamento de Morfologia e Genética - UnB.
3Professor titular Dermatologia, Escola Paulista de Medicina.

_Aprovado pelo Conselho Consultivo e aceito para publicação em 26.6.95._ *Resumo da dissertação de mestrado. Curso de pós-graduação em Dermatologia.* *Escola Paulista de Medicina. Orientador: Professor Maurício M A Alchorne.*

Correspondência:
Iphis Campbell SQS 207/301 bloco A Brasília DF 70253-010

 

Resumo

FUNDAMENTOS - Metástases são a maior causa de morbidade e morte em pacientes com câncer. OBJETIVOS - Verificar quais os tumores primários que mais freqüentemente colonizaram a pele; qual o tipo de lesão clínica e quais os padrõeshistopatológicos mais encontrados; qual a freqüência da mestástase cutânea como primeiro sinal clínico do tumor primário e qual o tempo médio de sobrevida após o aparecimento da metástase cutânea. MÉTODOS - 27 pacientes com cânceres de diversos órgãos foram estudados clínica e histopatologicamente com biópsias do tumor primário e da metástase cutânea. RESULTADOS - Nos 27 pacientes, as metástases cutâneas eram, em sua maioria, provenientes de tumor de mama (em 10) e de pulmão (em 6); nódulos subcutâneos em 23; adenocarcinomas em 14, e carcinoma epidermóide em 5; foram evidenciadas antes do tumor primário em 4. O tempo médio de sobrevida desse grupo foi de 5,2 meses. CONCLUSÕES - Os tumores malignos primários que mais freqüentemente colonizaram a pele foram os de mama, nas mulheres, e de pulmão, no homens. As lesões cutâneas metastáticas, independentes de sua origem, manifestaram-se com maior freqüência, clinicamente, como nódulos subcutâneos e, histologicamente, como adenocarcinomas.

Palavras-chave: NEOPLASIAS., METÁSTASE NEOPLÁSICA

© 2018 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações