Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

11

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

11

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 55 Número 1




Voltar ao sumário

 

Caso Clínico

Mixedema tuberoso atípico de Dossekker

Atypical tuberous mixedema of Dossekker


NELSON GUIMARÃES PROENÇA1, FAUSTO JOÃO FORIN ALONSO2, JACINTHO ORESTES CAMPANA3, HELENA MÜLLER4

1Professor Pleno de Dermatologia
2Instrutor de Ensino de Dermatologia
3Professor Associado de Medicina
4Professora Associada de Anatomia Patológica

Trabalho realizado na Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo. Laureado com o Prêmio Adolpho Carlos Lindenberg - 1976 (Da Associação Paulista de Medicina). Recebido para publicação em 19-5-80. Aprovado para publicação em 26-5-80.

Correspondência:
Nelson Guimarães Proença Rua Dr. Cezar, 62, 2º andar 02013 - São Paulo - SP

 

Resumo

OS AUTORES TIVERAM OPORTUNIDADE DE EXAMINAR UMA DOENTE COM MUCINOSE CUTÂNEA DENTRO DA VARIEDADE DE MIXEDEMA TUBEROSO ATÍPICO DE DOSSEKKER (MTA). A PROPÓSITO DESTE CASO, FOI FEITA UMA REVISÃO DE LITERATURA, FICANDO EVIDENCIADA A RARIDADE DA MOLÉSTIA, POIS APENAS SEIS CASOS BEM DOCUMENTADOS PUDERAM SER ACEITOS. CONSIDERAMOS NECESSÁRIO DESTACAR OS SEGUINTES ASPECTOS: 1. NA DOENTE EM ESTUDO A IMUNOELETROFORESE DEMONSTROU UMA PROTEÍNA ANÔMALA JUNTO A IG G. ESTE ACMADO SUGERE QUE O MTA SEJA UMA PARAPROTEINEMIA. 2. APESAR DA EXPLORAÇÃO DA TIREÓIDE TER SIDO NORMAL, FOI INDICADO UM TRATAMENTO COM L-TRI-IODOTIRONINA, COM REMISSÃO TOTAL DO QUADRO. ESTE RESULTADO TERAPÊUTICO ESTÁ DE ACORDO COM AS OBSERVAÇÕES REGISTRADAS NA LITERATURA CONSULTADA. 3. A RESPOSTA FAVORÁVEL A L.-TRI-IODOTIRONINA INDICA QUE O MTA DEVA SER CONSIDERADO COMO UMA DAS VARIEDADES DOS MIXEDEMAS.

Palavras-chave: MIXEDEMA, MIXEDEMA TUBEROSO ATÍPICO DE DOSSEKKER, MUCINOSE CUTÂNEA

© 2020 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações