Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso tenha esquecido sua senha, solicite-nos.

Login como assinante

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 55 Número 4




Voltar ao sumário

 

Artigos originais

Doença de Fordyce


AURELIANO DA FONSECA1, VITOR FERREIRA DA SILVA2, FRANCISCO DA FONSECA3

1Professor Titular
2Residente de 3º ano
3Instrutor de Dermatologia

Trabalho do Serviço de Dermatologia da Universidade Estadual de Campinas - Proibida a reprodução total ou parcial para fins comerciais

Correspondência:
Aureliano da Fonseca R. Joaquim Novais, nº 70 - ap. 61 13100 - Campinas - SP

 

Resumo

os autores apresentam os resultados de um pesquisa que revelou a presença da doença de fordyce em 60% dos indivíduos da raça branca, em 9% dos da raça negra e em 32% dos mestiços, estes dados evidenciam a importância do fator constitucional na etiopatogenia da doença, não sendo difícil aceitar que se trate de uma alteração névica, possivelmente evidenciada por fatores traumáticos ou irritantes externo

Palavras-chave: GRÃOS DE FORDYCE, ADENOMATOSE ORAL, DOENÇA DE FORDYCE

© 2020 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações