Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

1

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

1

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 35 Número 2




Voltar ao sumário

 

Artigos originais

Fluorescência do eritrasma sob a luz de Wood


ANTAR PADILHA GONÇALVES

Trabalho do Departamento de Dermatologia da Policlínica Geral do Rio de Janeiro e da Cadeira de Clínica Dermatológica e Sifilográfica da Escola de Medicina e Cirurgia do Rio de Janeiro (Diretor e Catedrático: Prof. J. Ramos e Silva), apresentado na sessão de 27 de julho de 1960 da Sociedade Brasileira de Dermatologia e Sifilografia Assistente de ambos os Serviços e Assistente-Responsável pelo Setor da Pesquisas do Departamento de Dermatologia da Policlínica Geral do Rio de Janeiro

Correspondência:
Rua México 148, sala 904 (Rio de Janeiro)

 

Resumo

As lesões de eritrasma apresentam constantemente uma fluorescência de tonalidade vermelha viva, que constitui elemento de valia para auxiliar o diagnóstico da micose. Em raros casos, entretanto, pode faltar a fluorescência. Quando presente, ela se mostra em toda a extensão da lesão ou se limita aos bordos em faixa contínua ou descontínua, ou ainda, a áreas ou pontos arredondados segundo Degrez, ela é devida a uma porfirina.

© 2019 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações