Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

10

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

10

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 79 Número 3




Voltar ao sumário

 

Investigação

Estudo clínico de 35 pacientes com diagnóstico de erisipela internados no Hospital Central da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo

Erysipelas: a clinical study of 35 pacients hospitalized at the São Paulo Central Hospital of Irmandade da Santa Casa de Misericórdia


RENATA MIE OYAMA OKAJIMA1, THAIS HELENA PROENÇA DE FREITAS2, CLARISSE ZAITZ3

1Aluna do curso de especialização em clínica médica da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo.
2Profª assistente da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo. Profª assistente da clínica de dermatologia do Hospital Central da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo.
3Profª adjunta da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo. Chefe adjunta da clínica de dermatologia do Hospital Central da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo.

Recebido em 22.09.2003. Aprovado pelo Conselho Consultivo e aceito para publicação em 12.03.2004. Local de realização do trabalho: Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. Departamento de Clínica Médica e Dermatologia.

Correspondência:
Renata Okajima Rua Borges Lagoa, 908 / 22 - Vila Clementino 04038-002 São Paulo SP Telefone: (11) 5082-2152 Fax: (11) 5084-2751 "E-mail":renataokajima@uol.com.br

 

Resumo

*Fundamentos:* Erisipela e celulite são infecções cutâneas freqüentes. *Objetivos:* Com o objetivo de avaliar incidência, fatores de risco, principais complicações, esquemas terapêuticos utilizados e evolução. *Métodos:* Foram estudados 35 pacientes com diagnóstico de erisipela internados nas enfermarias do Hospital Central da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo no período de abril a agosto de 2002. *Resultados:* A incidência de pacientes com diagnóstico de erisipela no período estudado foi de 0,87%. O fator de risco local mais encontrado foi o linfedema, seguido por episódios prévios de erisipela. Dos fatores de risco gerais, aqueles que comprometem a imunidade, como diabetes mellitus, etilismo e neoplasias, foram os mais observados em associação ao quadro de infecção dermatológica. Sinais inflamatórios locais foram encontrados em 97,8% dos casos. Verificaram-se quatro casos com complicações: necrose, abscesso, trombose venosa profunda e septicemia. A evolução dos pacientes foi satisfatória em mais de 97% dos casos. *Conclusões:* O tratamento com penicilina cristalina foi associado ao menor número de complicações (p<0,05) e ao menor custo (p<0,05), e a associação de anticoagulantes à terapia evidenciou menor incidência de complicações (p<0,05).

© 2017 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações