Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso tenha esquecido sua senha, solicite-nos.

Login como assinante

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 45 Número 2




Voltar ao sumário

 

Artigos originais

Infiltração Linfocitária da Pele


GLYNE LEITE ROCHA1

1Chefe do Serviço de Dermatologia do Hospital Central do IASEG - GB - Professor Adjunto da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade do Estado da Guanabara - Livre-Docente da Faculdade Nacional de Medicina da UFRJ.

Correspondência:
Glyne L. Rocha Av. Copacabana, 1052 - 10º Rio de Janeiro - GB.

 

Resumo

Cinco casos de INFILTRAÇÃO LINFOCITÁRIA DA PELE (Jessner-Kanof, 1953) (I.L.P.) são discutidos, sendo que um dêles após observação periódica de 20 anos e outro de 11 anos. Nenhum dêles apresentou evolução para Lupus eritematoso discóide ou disseminado (maligno). Uma apreciação sôbre relações e distinções diagnósticas entre Infiltração Linfocitária da Pele, Lupus Eritematoso e Erupção polimórfica à luz solar, nos levou a uma colocação do problema como quadro dermatológico peculiar, cuja, posição nosológica exata, ainda tenha de ser aguardada, embora pensemos que decididamente fora daquelas implicações acima referidas. Os trabalhos recentes apreciando o assunto do ângulo da imunofluorescência, confirmam o ponto de vista de Jessner.

© 2020 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações