Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 79 Número 4




Voltar ao sumário

 

Caso Clínico

Paniculite eosinofílica localizada em conseqüência de injeções intramusculares de composto de antimônio para tratamento de leishmaniose tegumentar americana

Localized eosinophilic panniculitis following intramuscular injection of pentavalent antimonium for treatment of american tegumentary leishmaniasis


MANOEL PAES DE OLIVEIRA NETO1, MARISE S. MATTOS1, TULLIA CUZZI MAYA1, CLAUDE PIRMEZ2

1MD, Fundação Oswaldo Cruz - Hospital Evandro Chagas.
2MD, Fundação Oswaldo Cruz - Departamento de Bioquímica e Biologia Molecular.

Recebido em 19.10.2001. Aprovado pelo Conselho Consultivo e aceito para publicação em 07.08.2002. Trabalho realizado na Fundação Oswaldo Cruz - Hospital Evandro Chagas.

Correspondência:
Manoel Paes Oliveira-Neto Fundação Oswaldo Cruz Av. Brasil, 4365 21045-900 Rio de Janeiro RJ Tel./Fax: (21) 2590-9988 "E-mail":onetohec@fiocruz.br

 

Resumo

Paniculite eosinofílica pode ser desencadeada por muitos fatores; aqui os autores descrevem a síndrome em conseqüência de injeções intramusculares de compostos de antimônio para tratamento de leishmaniose tegumentar americana em três pacientes. Todos eles desenvolveram lesões em placa, profundamente infiltradas, no local da injeção antimonial. A histopatologia mostrou acentuado infiltrado inflamatório da hipoderme com numerosos eosinófilos. O estudo imunológico não demonstrou imunoglobulinas ou frações do complemento nas lesões. O diagnóstico final foi de paniculite eosinofílica ocorrendo como efeito colateral da terapia antimonial. O mecanismo patogênico dessa paniculite não pôde ser definido. As hipóteses sugeridas foram de lesão induzida por fenômeno físico - a pressão exercida pelo volume do líquido injetado - ou de uma reação alérgica ao antimônio.

Palavras-chave: ANTIMÔNIO/EFEITOS ADVERSOS, LEISHMANIOSE CUTÂNEA/TERAPIA

© 2017 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações