Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

8

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

8

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 79 Número 5




Voltar ao sumário

 

Investigação

Correlação clínico-laboratorial baseada em dados secundários dos casos de hanseníase atendidos no período de 01/2000 a 03/2001 na Fundação Alfredo da Matta, Manaus-AM, Brasil

Correlation between clinical and laboratorial findings of the leprosy cases followed at the "Alfredo da Matta" Dermatology Center, Manaus-AM, Brazil, from January 2000 to March 2001, based on secondary data


IARA LACERDA FERREIRA CRIPPA1, MARIA DA CONCEIÇÃO A. SCHETTINI1, ANTONIO PEDRO MENDES SCHETTINI2, SILMARA NAVARRO PENNINI3, PAULA FRASSINETTI BESSA REBELLO4

1Médica dermatologista da Fundação Alfredo da Matta.
2Médico dermatologista da Fundação Alfredo da Matta/Mestre em patologia tropical.
3Médica dermatologista da Fundação Alfredo da Matta/Mestre em Saúde Pública/epidemiologia.
4Médica dermatologista da Fundação Alfredo da Matta/Mestre em medicina tropical/epidemiologia.

Recebido em 28.05.2003. Aprovado pelo Conselho Consultivo e aceito para publicação em 31.08.2004. Trabalho realizado na Fundação Alfredo da Matta, centro de referência em hanseníase e doenças sexualmente transmissíveis, em Manaus, AM.

Correspondência:
Iara L. F. Crippa Av. Codajás nº 24 - Cachoeirinha 69065130 Manaus Amazonas Telefone: (92) 663-4747 - ramal 235 Fax: (92) 663-3155

 

Resumo

*Fundamentos:* A Organização Mundial da Saúde - OMS e o Ministério da Saúde do Brasil recomendam a adoção da classificação operacional para fins terapêuticos (multi ou paucibacilar). Discute-se a validade dessa classificação tomando como referência o resultado do exame baciloscópico. *Objetivo:* Verificar a sensibilidade e especificidade da classificação clínica operacional que leva em consideração exclusivamente o número de lesões cutâneas e daquela que considera o espessamento de troncos neurais, além do número de lesões cutâneas, relacionando-as com o resultado do exame baciloscópico. *Método:* Como fonte de informação foram consultados os prontuários de pacientes com diagnóstico de hanseníase no período de janeiro de 2000 a março de 2001, na Fundação Alfredo da Matta, em Manaus, AM, onde estavam registrados os dados demográficos, clínicos e laboratoriais. *Resultados:* A classificação clínica baseada exclusivamente no número de lesões cutâneas mostrou sensibilidade de 73,6% e especificidade de 85,6% com relação à baciloscopia. A classificação que combina o número de lesões cutâneas e de nervos espessados demonstrou sensibilidade de 75,8% e especificidade de 71,8%. *Conclusão:* A classificação clínica da hanseníase baseada no número de lesões cutâneas mostrou, neste estudo, valores de sensibilidade e especificidade similares aos descritos em estudos realizados em outros países. Quando se acrescentou à classificação outro parâmetro clínico, a presença de nervos periféricos espessados, ocorreu significativa diminuição da especificidade, sem aumento estatisticamente significativo da sensibilidade.

Palavras-chave: HANSENÍASE/CLASSIFICAÇÃO

© 2017 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações