Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

37

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

37

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 47 Número 2




Voltar ao sumário

 

Artigos originais

Contribuição ao estudo da elastose actinica; alterações das fibras oxitalânicas e elaunínicas


SÉRGIO BITTENCOURT SAMPAIO1, GERSON COTTA PEREIRA2, ANTONIO DE SOUZA MARQUES3

1Auxiliar de Ensino do Departamento de Histologia e Embriologia do Instituto de Ciências Biomédicas da. U.F.R.J.
2Docente-Livre em Histologia e Embriologia do Instituto de Ciências Biomédicas da U.F.R.J.
3Docente-Livre em Dermatologia da Clínica Dermatológica e Sifilográfica da Faculdade de Medicina da U.F.R.J.

Trabalho realizado no Laboratório de Histologia e Embriologia do Instituto de Ciências Biomédicas da U.F.R.J., com o auxílio da Clinica Dormatológica e Sifilográfica da Faculdade de Medicina (Serviço dos Profs. F. E. Rabello e Sylvio Fraga).

Correspondência:
Sérgio Bittencourt Sampaio Rua Paissandu, 146 Apto. 803. Rio de Janeiro - GB.

 

Resumo

Os autores aplicaram vários métodos de coloração para evidenciar as fibras oxitalânicas, elaunínicas e elásticas em cortes histológicos de pele de várias regiões do corpo (face, pescoço, antebraço e dorso da mão) de indivíduos normais ou portadores de elastose actínica, cujas idades variavam de 14 a 77 anos. Na derme de individuos normais, observou-se três planos de fibras, constituindo um único sistema interligado: o plano mais profundo era formado de fibras elásticas; o intermediário, de fibras elaunínicas e o mais superficial, de fibras oxitalânicas. Nos indivíduos portadores de elastose actínica, verificou-se, em relação direta com o grau de acometimento das fibras elásticas, que as fibras oxitalânicas e elaunínicas sofrem alterações que predecem e acompanham as degenerações das fibras elásticas. A seqüência do processo degenerativo é semelhante nesses três tipos de fibras: contorno irregular, espesamento rodular, fragmentação e desaparecimento total da fibra (no caso das oxitalânicas e elaunínicas). Foi sugerido que, provavelmente, a degeneração das fibras oxitalânicas e elaunínicas contribui para a formação de material amorfo que ocupa a derme superior nos casos mais avançados de elastose.

© 2020 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações