Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 79 Número 6




Voltar ao sumário

 

Educação médica continuada

Mecanismos de resposta imune às infecções

Immune response mechanisms to infections


PAULO ROBERTO LIMA MACHADO1, MARIA ILMA A. S. ARAÚJO2, LUCAS CARVALHO3, EDGAR M. CARVALHO4

1Doutor em Medicina. Pesquisador associado do Serviço de Imunologia da UFBA. Professor-assistente de Dermatologia da Fundação Baiana para o Desenvolvimento das Ciências.
2Doutor em Biologia Molecular e Celular. Pesquisador associado do Serviço de Imunologia da UFBA. Professor-assistente de Imunologia da Fundação Baiana para o Desenvolvimento das Ciências.
3 Doutor em Patologia. Pesquisador associado do Serviço de Imunologia da UFBA.
4Professor titular de Medicina da UFBA. Chefe do Serviço de Imunologia da UFBA.

Recebido em 15.11.2004. Aprovado pelo Conselho Editorial e aceito para publicação em 28.11.2004. Trabalho realizado no Serviço de Imunologia, Hospital Universitário Prof. Edgard Santos, Universidade Federal da Bahia, Salvador, Bahia, Brasil.

Correspondência:
Paulo R. L. Machado Serviço de Imunologia - 5º andar Hospital Universitário Prof. Edgard Santos - UFBA Rua João das Botas s/n - Canela Salvador Bahia 40110-160 Fax: (71) 245-7110 "E-mail":prlmachado@uol.com.br

 

Resumo

O conhecimento dos principais mecanismos de defesa imune contra os diversos agentes infecciosos permite a compreensão da patogênese das doenças infectoparasitárias e das várias estratégias do hospedeiro e do parasita. O sistema imunológico atua numa rede de cooperação, envolvendo a participação de muitos componentes estruturais, moleculares e celulares. Nesse cenário encontra-se o delicado equilíbrio entre a saúde e a doença, em que tanto a deficiência quanto o exagero resultam em dano tecidual. Este artigo explora esses aspectos e algumas abordagens terapêuticas que surgem desse entendimento.

Palavras-chave: INFECÇÃO/IMUNOLOGIA

© 2017 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações