Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

8

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

8

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 79 Número 6




Voltar ao sumário

 

Investigação

Expressão das citoceratinas em dermatoses infecto-parasitárias associadas à hiperplasia epidérmica

Expression of the cytokeratins in infectious and parasitic skin diseases associated with epidermal hyperplasia


MARIA CHRISTINA M. NOGUEIRA CASTAÑON1, TULLIA CUZZI MAYA2, RENÉ GARRIDO NEVES3

1Professsora Adjunta - Departamento de Morfologia , UFJF, MG.
2Professora Adjunta, Departamento de Patologia, UFRJ, RJ.
3Professor Titular, UFRJ, RJ.

Recebido em 07.07.2004. Aprovado pelo Conselho Consultivo e aceito para publicação em 27.08.2004. Trabalho realizado no Curso de Pós-Graduação em Dermatologia, HUCFF/Universidade Federal do Rio de Janeiro, RJ.

Correspondência:
Maria Christina Marques Nogueira-Castañon Rua Florival Cherem Cruzeiro 300 - Serro Azul 36036-390 Juiz de Fora MG Telefone: (32) 3235-6650 "E-mail":castañon@terra.com.br

 

Resumo

*Fundamentos:* As citoceratinas(C) são as proteínas estruturais mais importantes das células epiteliais e exibem a maior heterogeneidade dentre todas as proteínas dos filamentos intermediários. Seu estudo através de imunomarcação possibilita a análise estrutural do citoesqueleto em vários afecções neoplásicas e inflamatórias. Objetivos: Verificar o padrão imuno-histoquímico da expressão das citoceratinas na epiderme de doenças infecto-parasitárias associadas à hiperplasia escamosa. *Métodos:* Cortes histológicos obtidos de tecidos pré-fixados e incluidos em parafina à partir de lesões de cromomicose, paracoccidioidomicose, leishmaniose e condiloma acuminado foram marcados com os anticorpos DEK10, LL025, LL002 e AE1 pela técnica de imunoperoxidase (avidina-biotina). *Resultados:* A análise de áreas com intensidade variável de hiperplasia epidérmica presentes nos fragmentos mostrou exclusivamente e/ou predominantemente nas quatro doenças: ausência de expressão da C10 nas áreas de hiperplasia intensa e retardo da expressão nas áreas de hiperplasia moderada e/ou ausente; padrão suprabasal de marcação para a C16 independentemente do grau de hiperplasia como também, liberação de epítopos suprabasais para os marcadores LL002 (C14) e AE1 (C10,14,16,19). *Conclusões:* As modificações indicam que, independentemente da natureza do agente etiológico e do grau de hiperplasia presente, ocorrem alterações na diferenciação e proliferação do ceratinócito.

© 2017 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações