Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 79 Número 6




Voltar ao sumário

 

Investigação

Identificação de espécies de Candida e susceptibilidade antifúngica in vitro: estudo de 100 pacientes com candidíases superficiais

Identification of Candida species and antifungal susceptibility in vitro: a study on 100 patients with superficial candidiasis


ELISETE ISABEL CROCCO1, LYCIA M. J. MIMICA2, LAURA H. MURAMATU3, CRISTINA GARCIA4, VALÉRIA MARIA DE SOUZA FRAMIL5, LIGIA RANGEL BARBOZA RUIZ6, CLARISSE ZAITZ7

1Médica em especialização em Dermatologia pela Clínica de Dermatologia - Departamento de Medicina - Santa Casa de Misericórdia de São Paulo.
2Professora assistente do Serviço de Microbiologia - Departamento de Patologia - Santa Casa de Misericórdia de São Paulo.
3Biomédica da Clínica de Dermatologia - Departamento de Medicina - Santa Casa de Misericórdia de São Paulo.
4Biomédica do Serviço de Microbiologia - Departamento de Patologia - Santa Casa de Misericórdia de São Paulo.
5Médica assistente do setor de doenças infecciosas da Clínica de Dermatologia - Departamento de Medicina - Santa Casa de Misericórdia de São Paulo.
6Médica voluntária do setor de doenças infecciosas da Clínica de Dermatologia - Departamento de Medicina - Santa Casa de Misericórdia de São Paulo.
7Professora adjunta responsável pelo setor de doenças infecciosas da Clínica de Dermatologia - Departamento de Medicina - Santa Casa de Misericórdia de São Paulo.

Recebido em 27.01.2004. Aprovado pelo Conselho Consultivo e aceito para publicação em 30.10.2004. Trabalho realizado no Hospital Central da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo – Projeto financiado pela Fapesp. Processo 99/06792-7 – Outubro de 1999 a setembro de 2001.

Correspondência:
Elisete I. Crocco Clínica de Dermatologia - Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo Rua Dr. Cesário Motta JR, 112 - Edifício Conde de Lara — 5º andar — Vila Buarque São Paulo SP 01221-020 Tel: (11) 32267240 "E-mail":elicrocco@uol.com.br

 

Resumo

*Fundamento:* Leveduras do gênero _Candida_ determinam colonização, infecções superficiais e infecções sistêmicas em imunodeprimidos. As várias apresentações da doença levam à necessidade de utilizar diferentes métodos diagnósticos e tratamentos. *Objetivos:* Diferenciar as espécies de _Candida_ e correlacioná-las com as regiões anatômicas. Avaliar a susceptibilidade a cetoconazol, fluconazol, itraconazol e anfotericina B. *Métodos:* Foram avaliados 100 pacientes imunocompetentes com candidíase cutânea ou mucosa atendidos na Santa Casa de S. Paulo entre maio de 1999 e julho de 2001. Correlacionou-se a região acometida e a espécie de Candida, isolada através técnica CHROMagar _Candida_. Avaliou-se a susceptibilidade das espécies a cetoconazol, fluconazol, itraconazol e anfotericina B, através do Etest. *Resultados:* _C. albicans_ foi isolada em 76,0% dos materiais, _C. krusei_ em 19% e _C. tropicalis_ em 1%. Não houve correlação significante entre a região acometida e as espécies. A maioria das amostras mostrou susceptibilidade aos antifúngicos. *Conclusão:* _C. albicans_ foi a espécie mais observada. A maioria das amostras de _Candida_ mostrou-se susceptível aos antifúngicos.

Palavras-chave: CANDIDA ALBICANS, CANDIDA TROPICALIS

© 2017 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações