Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

3

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

3

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 56 Número 3




Voltar ao sumário

 

Caso Clínico

Hialinose cutâneo-mucosa – Apresentação de um caso

Hyalinosis cutis et mucosae - Case presentation


EDUARDO ABUJAMIRA ASSEIS1, TEREZINHA PRISCINOTTI1, ROBERTO SCHINITZLER2

1Interno do Hospital Universitário Regional do Norte do Paraná
2Chefe do Serviço de Dermatologia Sanitária do Centro de Saúde de Londrina

Correspondência:
Eduardo Abujamra Asseis Rua Pará, 2026 86100 - Londrina - PR

 

Resumo

É APRESENTADO UM PACIENTE COM HIALINOSE CUTÂNEO MUCOSA CARACTERIZADA POR CONSANGUINIDADE DOS PAIS, BAIXA ESTATURA, ROUQUIDÃO DESDE A INFÂNCIA, EPILEPSIA E LESÕES TÍPICAS DE PELE E MUCOSAS. A BIÓPSIA DE PELE É COMPATÍVEL. O LIPIDOGRAMA MOSTROU AUMENTO MODERADO DA FRAÇÃO ALFA E O RX DE CRÂNIO EXIBIU CALCIFICAÇÕES INTRACRANIANAS PRÓXIMAS DA SELA TÚRCICA BILATERALMENTE, O QUE É PATOGNOMÔNICO. HÁ SEIS ANOS, EXAME DO LÍQUOR CÉFALORRAQUEANO MOSTROU HIPERPROTEINORRAQUIA, DADO NÃO REFERIDO NA LITERATURA AO NOSSO ALCANCE. ATÉ O PRESENTE TEMOS CONHECIMENTO DE APENAS CINCO CASOS PUBLICADOS NO BRASIL.

Palavras-chave: LIPIDOPROTEINOSE, HIALINOSE CUTÂNEO-MUCOSA, EPILEPSIA

© 2019 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações