Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

8

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

8

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 79 Número 6




Voltar ao sumário

 

Caso Clínico

Síndrome dos cabelos anágenos frouxos associada à distrofia macular - Descrição de uma família

Loose anagen hair syndrome associated with macular dystrophy - A family description


MÁRIO TERUO SATO1, FABIANE ANDRADE MULINARI BRENNER2, RODRIGO MARZAGÃO3, FÁBIO SABBAG4, GISELE BORDIGNON5, JOSÉ FILLUS NETO6, DAURA R. EIRAS-STOFELLA7, ANTONIO FRANCO8, CARLOS AUGUSTO MOREIRA JÚNIOR9

1Professor Adjunto de Oftalmologia da Universidade Federal do Paraná (UFPR). Responsável pelo Setor de Neuro-Oftalmologia e Eletrofisiologia Ocular do Centro da Visão / Hospital de Clínicas - UFPR.
2Professora Assistente de Dermatologia da UFPR, fellowship em desordens do cabelo pela The Cleveland Clinic Foundation.
3Residente de Oftalmologia do Centro da Visão.
4Oftalmologista.
5Professora Assistente do Departamento de Farmácia-Bioquímica da UFPR.
6Professor Assistente do Departamento de Patologia da UFPR.
7Professora Adjunta do Departamento de Biologia da UFPR.
8Farmacêutico-Bioquímico do Departamento de Pediatria da UFPR.
9Reitor da UFPR; Professor Titular de Oftalmologia da UFPR.

Recebido em 27.11.2002. Aprovado pelo Conselho Consultivo e aceito para publicação em 05.01.2004. Trabalho realizado no Serviço de Oftalmologia do Hospital de Clínicas da UFPR.

Correspondência:
Mário Teruo Sato Av. Winston Churchill, 1323 81130-000 Curitiba PR Tel./Fax: (41)247-2126 "E-mail":mariots@super.com.br

 

Resumo

Descreve-se uma família com síndrome dos cabelos anágenos frouxos (SCAF) associada à distrofia macular. Foram descritos os achados dermatológicos, oftalmológicos e de microscopia óptica e eletrônica de varredura de 11 indivíduos. Dois apresentaram SCAF, sem qualquer alteração ocular. Dos quatro indivíduos com alteração ocular, duas irmãs apresentaram SCAF e dispersões pigmentares em pólo posterior da retina, com coloboma da mácula. Em dois irmãos encontraram-se as mesmas características da SCAF e fundo de olho com dispersões pigmentares em pólo posterior, sem coloboma. Os achados sugerem que essa associação seja uma nova entidade nosológica dentro das displasias ectodérmicas.

Palavras-chave: HIPOTRICOSE., DEGENERAÇÃO RETINIANA, DISPLASIA ECTODÉRMICA

© 2017 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações