Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 81 Número 4




Voltar ao sumário

 

Síndrome em Questão

Você conhece esta síndrome?

Do you know this syndrome?


GUSTAVO NOVAES MARTINS FERREIRA1, NEUSA YURIKO SAKAI VALENTE2, RICARDO ROMITI3

1Residente em Dermatologia do Departamento de Dermatologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo - FMUSP São Paulo (SP), Brasil.
2Professora Doutora do Departamento de Dermatologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo - FMUSP São Paulo (SP), Brasil.
3Professor Doutor do Departamento de Dermatologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo - FMUSP - São Paulo (SP), Brasil.

Recebido em 22.03.2006. Aprovado pelo Conselho Editorial e aceito para publicação em 23.06.2006. Trabalho realizado no Serviço de Dermatologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo - FMUSP - São Paulo (SP), Brasil. Conflito de interesse declarado: Nenhum. Como citar este artigo: Ferreira GNM, Valente NYS, Romiti R. Você conhece esta síndrome? Síndrome dos cabelos anágenos frouxos. An Bras Dermatol. 2006;81(4):381-3.

Correspondência:
Ricardo Romiti Rua Dr. Neto de Araújo, 320 - cj. 1004 – Vila Mariana 04111-001 - São Paulo – SP "E-mail":mailto:rromiti@hotmail.com

 

Resumo

A síndrome dos cabelos anágenos frouxos caracteriza-se por cabelos finos e rarefeitos que podem ser facilmente extraídos, de forma indolor, mediante leve tração. Acomete principalmente crianças. O tricograma evidencia 70% ou mais de pêlos anágenos desprovidos das bainhas radiculares interna e externa, apresentando cutícula enrugada em sua porção proximal. Apesar de benigno e auto-limitado, o distúrbio freqüentemente aflige os pais e deve ser diferenciado do eflúvio telógeno e da tricotilomania.

Palavras-chave: CABELOS, ALOPECIA, HIPOTRICOSE

© 2017 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações