Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

1

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

1

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 61 Número 1




Voltar ao sumário

 

Comunicação

Neurofibromatose (III) – Sistema nervoso central e periférico


ÉDILA MARIA VIEIRA SADDY1, AUGUSTO CESAR CRUZ BOTELHO2, DARCY ANTUNES PACHECO3, HÉLIO JOSÉ AYRES MARQUES4, HELOÍSA HELENA OLIVEIRA DA SILVA3, IGNACIO OBADIA5, MARIA ROSA SILVA SARMENTO6, RUBEM DAVID AZULAY7, SILVIO EDUARDO GOMES6

1Professora Adjunto da Disciplina de Cirurgia Plástica e Reparadora da Universidade Federal Fluminense - Doutora em Dermatologia
2Especialista pela Federação Brasileira de Otorrinolaringologia e AMB
3Psicóloga vinculada ao PIDAS - Programa de Interação Docente Assistencial à Saúde - Hospital Universitário Antônio Pedro - UFF
4Professor Adjunto do Departamento de Neurobiologia do Instituto Biomédico da UFF
5Professor Adjunto da Disciplina de Dermatologia da UFRJ
6Professor Adjunto da Disciplina de Neurologia da UFF
7Professor Titular da Disciplina de Dermatologia da UFF

Este trabalho é parte da Tese de Mestrado em Dermatologia na Universidade Federal do Rio de Janeiro

Correspondência:
RD Azulay Av. N. S. Copacabana 978 22060 - Rio de Janeiro - RJ

 

Resumo

Estudamos onze pacientes portadores de neurofíbro ma tose ia previamente diagnosticada: oito estavam em acompanhamento am¬bulatorial e três foram estudados através de necrópsia. Submetemos os oito pacientes ambulatoriais a exames neuroló¬gicos, eletroencefalográficos, eletromiográftcos, audiométricos e ava¬liações psicométricas. Procuramos chamar atenção para o paciente como um todo, e não como um simples portador de lesões aparentes. Demos ênfase ao apoio psicológico que deve ser dado ao paciente e a seus.familiares. Os nossos achados corresponderam aos da literatura, apenas não encontramos retardo mental nos nossos pacientes.

Palavras-chave: NEUROFIBROMATOSE

© 2018 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações