Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 73 Número 6




Voltar ao sumário

 

Investigação

Preenchimento tecidual com implante de politetrafluoroetileno (Gore-tex®)

Tissue augmentation with implant of politetrafluoroethylene (Gore-tex®)


ANA CHRISTINA FERREIRA OLIVEIRA MALTA1, MARILZA HELENA FANTIM1, ANA PAULA BARCELOS MUZETI PERES2, GIOVANA MARIA VIEIRA DE OLIVEIRA RIBEIRO3, JOÃO ROBERTO ANTONIO4

1Médica Residente. Serviço de Dermatologia - FAMERP.
2Doutoranda de Medicina - FAMERP.
3Médica Estagiária. Serviço de Dermatologia - FAMERP.
4Chefe. Serviço de Dermatologia. Hospital de Base de São José do Rio Preto. SP. Professor Regente. Disciplina de Dermatologia - FAMERP.

_Recebido em 24.9.97._ _Aprovado pelo Conselho Consultivo e aceito para publicação em 01.10.98._ *Trabalho realizado no Serviço de Dermatologia da Faculdade Estadual de Medicina de São José do Rio Preto.SP. - FAMERP,Disciplina de Dermatologia - FAMERP.*

Correspondência:
Ana Christina Ferreira Oliveira Malta Rua José Maria Correia das Neves, 220 Maceió - AL 57021-270 Tel: (082) 336-6660

 

Resumo

No período de julho de 1996 a julho de 1997, nove pacientes do sexo feminino, com queixas de acentuação de sulcos nasogenianos e "afinamento" do lábio superior foram atendidas no Serviço de Dermatologia do Hopsital de Base de São José do Rio Preto,SP. Visando à correção desses defeitos faciais, realizou-se preenchimento intradérmico com fios de politetrafluoroetileno. Descrevem-se resultados, complicações e técnica cirúrgica utilizada nesse procedimento. Na maioria dos casos o resultado final foi excelente. Dois casos apresentaram complicações, sendo que em um deles não relacionadas ao implante. Em ambos procedeu-se à retirada dos fios, sem sequelas. Em um desses casos os fios foram reimplantados sem complicações subsequentes. Outra paciente não obteve resultado satisfatório, o que foi atribuído à má seleção da mesma. Na opinião dos autores, o politetrafluoroetileno constitui altamente o material sintético que melhor atende às qualificações para o preenchimento cutâneo de sulcos faciais e lábios, sobretudo sob os aspectos de custo, biocompatibilidade, morbidade e resultados estéticos satisfatórios.

Palavras-chave: POLITETRAFLUOROETILENO, TÉCNICA DE PREENCHIMENTO., CIRURGIA

© 2018 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações