Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 80 Número 3




Voltar ao sumário

 

Investigação

Pênfigo foliáceo endêmico: características sociodemográficas e incidência nas microrregiões do estado de Goiás, baseadas em estudo de pacientes atendidos no Hospital de Doenças Tropicais, Goiânia, GO

Endemic pemphigus foliaceus: social and demographical characteristics and incidence in the microregions of Goias, based on patients seen at the Tropical Diseases Hospital, Goiania - Goias


MARILENE CHAVES SILVESTRE1, JOAQUIM CAETANO DE ALMEIDA NETTO2

1Professora Substituta – Disciplina de Dermatologia da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Goiás - UFG (GO). Mestre em Medicina Tropical.
2Professor Titular e Doutor do Programa de Medicina Tropical do IPTSP/UFG (GO).

Recebido em 01.08.2004. Aprovado pelo Conselho Consultivo e aceito para publicação em 25.04.2005. Trabalho realizado no Hospital de Doenças Tropicais/Hospital Anuar Auad, Goiânia (GO) - Brasil.

Correspondência:
Marilene Chaves Silvestre Rua 90 esq. c/ 90-A nº177 - aptº31 Setor Sul 74093-020 Goiânia GO Tel:(62) 241-3389 Fax:(62) 281-8080 "E-mail":marilene.silvestre@terra.com.br

 

Resumo

*Fundamento*: o pênfigo foliáceo endêmico é doença auto-imune, cutânea, bolhosa, com incidência maior na região Centro-Oeste do Brasil e menor em alguns países sul-americanos. Embora tenha sido demonstrado seu caráter auto-imune pela presença de auto-anticorpos e a importância da predisposição genética, não estão ainda claramente estabelecidos os fatores ambientais intervenientes. *Objetivos*: conhecer as características sociodemográficas da doença, bem como sua distribuição no Estado de Goiás. *Casuística e métodos*: foram analisados 210 prontuários com diagnóstico estabelecido no período de1996 a 2001. As informações demográficas foram correlacionadas com as da população do estado, e a incidência da doença, determinada em cada uma de suas microrregiões. *Resultados*: maior incidência da doença na terceira década e na zona rural, leve ocorrência familiar e sem predileção por sexo. O maior contingente (74,3%) de pacientes foi do Estado de Goiás, e a maior incidência, nas microrregiões de Anicuns, Chapada dos Veadeiros, Rio Vermelho, Vale do Rio dos Bois, Iporá e Aragarças. *Conclusões*: houve predomínio da doença na terceira década e naqueles com domicílio ou atividade na zona rural. Foram detectadas, pelo cálculo do coeficiente de incidência, áreas de concentração da doença em algumas microrregiões, principalmente na zona central do Estado de Goiás. Novas pesquisas são necessárias para esclarecer as causas dessa concentração ecológica.

Palavras-chave: PENFIGO/EPIDEMIOLOGIA, DOENÇAS AUTO-IMUNES, DOENÇAS ENDÊMICAS

© 2017 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações