Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 61 Número 4




Voltar ao sumário

 

Caso Clínico

Pele decídua idiopática - Consideração a propósito de um caso

IDIOPATHIC DECIDUOUS SKIN


DANILO VICENTE FILGUEIRAS1, MAGALY REIS FILGUEIRAS2

1Professor Adjunto da Universidade do Rio de Janeiro (UNI-RIO) - Disciplina de Dermatologia - Livre-Docente de Dermatologia
2Dermatologista da Secretaria de Saúde do Rio de Janeiro e Dermatologista do INAMPS

Correspondência:
Rua Toneleros, 308/201 22030 - Rio de Janeiro - RJ

 

Resumo

Os poucos casos já descritos sob a denominação de pele decídua ou de pele com descamação continua são suficientes para demonstrar a raridade dessas afecções patológicas do tegumento cutâneo. A etiologia é a obscura e controvertida. No caso descrito neste trabalho, embora a descamação seja contínua, há uma acentuação nos meses mais frios do ano, o que confere de mesma um caráter de exfoliação sazonal. A histopatologia revela a camada córnea espessa, frouxa, separando-se dos ceratinócitos acima da camada granulosa. Ao abordar as possíveis causas, os autores tecem considerações sobre a influência ambiental e a hereditariedade e comentam outros dados já publicados sobre a doença.

Palavras-chave: CERATÓLISE EXFOLIATIVA, DERMATOSE EXFOLIATIVA, DESCAMAÇÃO CONTÍNUA, EXFOLIAÇÃO, PELE DECÍDUA, DESCAMAÇÃO

© 2018 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações