Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

38

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

38

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 61 Número 6




Voltar ao sumário

 

Comunicação

Neurofibromatose (VII) – Patologias associadas

NEUROFIBROMATOSIS (VII)


ÉDILA MARIA VIEIRA SADDY1, IGNACIO OBADIA2, JOSÉ CARLOS SADDY3, RUBEM DAVID AZULAY4

1Professora Adjunta da Disciplina de Cirurgia Plástica e Reparadora da Universidade Federal Fluminense. Doutora em Dermatologia
2Professor Adjunto da Disciplina de Dermatologia da UFRJ
3Professor Titular do Departamento de Patologia e Apoio Clínico da UFF
4Professor Titular da Disciplina de Dermatologia da UFRJ

*Este trabalho é parte da Tese de Mestrado em Dermatologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro.*

Correspondência:
Rua Tupinambás, 149 24250 - Niterói – RJ

 

Resumo

Estudamos 11 pacientes portadores de neurofibromatose já diagnosticada. Seis pacientes pertenciam ao sexo masculino, quatro eram brancos, quatro pardos e três eram negros. O mais jovem tinha 17 anos e o mais idoso 53. Submetemos os oito pacientes ambulatoriais a exames clínicos e complementares e os três restantes foram estudados através de suas necrópsias. Chamamos a atenção para a não malignização dos neurofibromas. Procuramos esclarecer os conceitos de neuroma, neurofibroma, schwannoma benigno (neurilemoma), schwannoma maligno e neurofibrossarcoma.

Palavras-chave: NEUROFIBROMATOSE

© 2018 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações