Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 61 Número 6




Voltar ao sumário

 

Farmacologia clínica

Estudo multicêntrico com tioconazol no tratamento da tinea corporis, cruris ou pedis

MULTICENTER STUDY WITH TIOCONAZOLE IN THE TREATMENT OF TINEA CORPORIS, CRURIS OR PEDIS


SEBASTIÃO A. PRADO SAMPAIO1

1Professor Titular de Dermatologia da Faculdade de Medicina da Universidade de S. Paulo

 

Resumo

Foi realizado um estudo multicêntrico, aberto, não comparativo em 10 centros universitários de dermatologia no Brasil com a participação de 137 pacientes, utilizando-se um novo derivado imidazólico com potente ação fungicida - o tioconazol - no tratamento da tinea corporis, cruris ou pedis. Dos 137 pacientes tratados, 44 (32%) eram portadores de tinea corporis, 44 (32%) de tinea cruris e 49 (36%) de tinea pedis. O agente etiológico predominante foi o T. rubrum responsável por 68 ''''50%) dos casos; o T. mentagrophytes foi detectado em 32 (23%), o E. floccosum em 25 (18%) e o M. canis em 12 (9%) dos pacientes. O tioconazol foi usado sob a forma de loção a 1% e aplicado duas vezes ao dia, durante quatro semanas. Os pacientes foram avaliados clínica e micologicamente no pré-tratamento, na 2ª, 4ª e se possível na 8.a semana. A avaliação clínica global ao término do tratamento (4ª semana) evidenciou resultados excelentes ou bons em 132 (96%) pacientes, sendo que nesta ocasião 133 (97%) apresentaram cura mctológica. Dos 57 pacientes que retornaram quatro semanas após o término da terapêutica (8.a semana), em todos constatou-se persistência da cura clínica e micológica. A tolerabilidade ao tioconazol foi excelente, uma vez que somente dois (1,5%) pacientes apresentaram reações adversas, sendo que destes, em apenas um houve necessidade da interrupção do tratamento. Em conclusão, o tioconazol mostrou ser eficaz e seguro no tratamento da tinea corporis, cruris ou pedis.

Palavras-chave: MICOSES SUPERFICIAIS, TRATAMENTO TÓPICO, TICONAZOL

© 2018 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações