Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

6

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

6

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 73 Número 2




Voltar ao sumário

 

Comunicação

Campanha de eliminação da hanseníase combinada com a vacina antipoliomielite, Rio de Janeiro, Brasil

Leprosy elimination campaign coupled with anti-polio vaccination, in Rio de Janeiro, Brazil


VERA ANDRADE1, TADIANA MARIA ALVES MOREIRA2, RACHEL TEBALDI TARDIN3, ANTONIO JOAQUIM WERNECK DE CASTRO3, ARTUR CUSTODIO MOREIRA DE SOUSA4

1Departamento de Epidemiologia, Superintendência de Saúde Coletiva da Secretaria Estadual de Saúde do Rio de Janeiro
2Instituto Estadual de Dermatologia Sanitária
3Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro
4Movimento de Reintegração Social das pessoas atingidas pela Hanseníase

_Recebido em 22.7.97._ _Aprovado pelo Conselho Consultivo e aceito para publicação em 28.10.97._ *Trabalho realizado na Coordenação de Programas de Doenças Transmissíveis da Superintendência de Saúde Coletiva da Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro - SMSRJ - RJ.

Correspondência:
Tadiana Maria Alves Moreira Rua Barão de Itambí, 7 /212 Rio de Janeiro RJ 22210-000 Tel: (021) 240-0013

 

Resumo

A campanha de eliminação da hanseníase no Município do Rio de janeiro (LEC-RIO) foi realizada combinada com a campanha antipoliomielite - segunda dose de Sabin oral. Seguindo a recomendação da Organização Mundial da Saúde, o alicerce dessa campanha foi a promoção de conhecimentos, de forma a estimular os portadores de sinais e sintomas sugestivos dessa doença, principalmente os casos contagiantes, residentes em áreas não cobertas pelo programa a se apresentarem voluntariamente às unidades de saúde. As principais estratégias do LEC-RIO foram a divulgação sobre a doença pelos meios de comunicação de Massa durante três meses e o aumento da oferta do diagnóstico e tratamento realizado por dermatologistas no exame de coletividade de 28 unidades sanitárias municipais para setenta no dia da campanha. Além da participação dos dermatologistas, destaca-se pela primeira vez a participação dos movimentos sociais representado pelo MORHAN, Escoteiros do Brasil, Associações de Moradores e os clubes de serviço (Rotary Clube, Lyons), no recrutamento e treinamento de voluntários para a distribuição de panfletos, além do repasse de informações fornecidas por serviço telefônico, o Telehansen. No dia da campanha foram atendidas 3.011 pessoas, diagnosticando-se 52 casos novos de hanseníase, 11 casos (21,2%) multibacilares. Entre os 35 casos paucibacilares, 16 (30,8%) eram da forma clínica indeterminada, e seis não classificados. Foram ainda identificados 2.300 portadores de outras dermatoses, e 603 sem anormalidadcs ao exame dermatológico.

Palavras-chave: HANSENÍASE, PROMOÇÃO DA SAÚDE

© 2018 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações