Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 62 Número 3




Voltar ao sumário

 

Comunicação

Câncer de pele – Piauí – 1964-1984 - II – Carcinoma espinocelular


HUGO PRADO1

1Professor Titularde Dermatologia, da Fundação Universidade Federal do Piauí.

Trabalho executado no Hospital São Marcos, da Sociedade Piauense de Combate ao Câncer; Clínica Dermatológica do Hospital Getúlio Vargas e Univ. Federal do Piauí e Clínica Particular do Autor .

Correspondência:
Endereço do autor Av. Dias Leão 1.705 64050-Teresina - PI

 

Resumo

O autor apresenta uma estatística de Câncer de pele, do Piauí, referente ao período de 1964-1984, na parte correspondente ao carcinoma espinocelular. Foram analisadas as formas clínicas, localizações, faixa etária, sexo, cor da pele, procedência, meios terapêuticos e controle de cura. O lábio inferior foi a área anatômica que apresentou maior incidência do tumor e a zona rural a região com maior percentual de pacientes. O autor chama a atenção para a obrigatoriedade do controle de cura, independente do meio terapêutico empregado, como a única condição de diagnosticar precocemente as recidivas ou metástases que venham a ocorrer e tratá-las imediatamente com grandes possibilidades de êxito.

Palavras-chave: CARCINOMA BASOCELULAR

© 2018 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações