Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

15

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

15

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 63 Número 2




Voltar ao sumário

 

Farmacologia clínica

Tioconazol loção 1% em dose única diária, no tratamento da pitiriase versicolor

Single daily dose. Tioconazole 1% lotion for the treatment of pityriasis versicolor


SEBASTIÃO A. PRADO SAMPAIO1

1Médica Residente do Departamento de Dermatologia da Faculdade de Medicina da USP.

Trabalho realizado no Departamento de Dermatologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de S. Paulo.

Correspondência:
Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP. Departamento de Dermatologia Av. Dr. Enéas de Carvalho Aguiar, 255 - ICHC Caixa Postal - 8091 05403 - São Paulo - SP

 

Resumo

Foi realizado um estudo aberto, não comparativo com a participação de 31 doentes portadores de pitiríase versicolor, utilizando um novo derivado imidazólico, o tioconazol. Todos os doentes apresentavam lesões disseminadas sendo a diagnose clínica, comprovada pela presença de fluorescência com luz de Wood e pelo exame micológico positivo. O tioconazol sob a forma de loção cremosa a 1% foi aplicado uma vez ao dia, por quatro semanas. Avaliação clínica, a fluorescência e o exame micológico foram realizados no pré-tratamento e na 1ª, 2ª e 4ª semanas. Ao final do tratamento (4ª semana) cura clínica, ausência de fluorescência e exame micológico negativo foram observados em 28 doentes, apenas persistindo discreto prurido em dois doentes e eritema e descamação em um, que estavam porém com fluorescência e exames micológicos negativos. Na avaliação da 8ª semana (quatro semanas após o término do tratamento), observou-se cura clínica e micológica em 100% dos pacientes avaliados. A tolerabilidade foi excelente, não tendo ocorrido nenhuma reação adversa. Em oito pacientes de um grupo de controle em que somente a loção-veículo sem tioconazol foi empregada, após quatro semanas, em sete, nenhuma melhora clínica e micológica foi observada, porém em um ocorreu melhora clínica e negativação do exame micológico. Em conclusão, o tioconazol loção a 1% é um agente efetivo e bem tolerado para o tratamento da pitiríase versicolor.

Palavras-chave: IMIDAZÓLICOS, MICOSES SUPERFICIAIS, TIOCANOZOL, PITIRÍASE VERSICOLOR

© 2018 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações