Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 65 Número 1




Voltar ao sumário

 

Farmacologia clínica

Multidrogaterapia em hansenianos classificados como pancibilares

Multidrug therapy in leprosy classified as paucibacillary


EUZENIR NUNES SARNO1, MARIA EUGENIA NOVISKI GALLO2, SONIA MARIA ROCHA DE ALMEIDA2, JOSÉ AUGUSTO DA COSTA NERY3, ESTHER BORGES4

1Pesquisador Titular
2Pesquisador Associado
3Médico
4Fisioterapeuta e Terapeuta Ocupacional

Trabalho realizado no Setor de Hanseníase da Fundação Oswaldo Cruz - Rio de Janeiro.

 

Resumo

Trabalho realizado na Fundação Oswaldo Cruz (Rio de Janeiro) apresentava os resultados observados em 70 pacientes hansenianos classificados como paucibacilares. O esquema terapêutico administrado consistiu de Rifampicina 600mg/mês supervisionado associado com Dapsona 100mg/dia auto-administrado por seis meses. Nenhum paciente tinha recebido medicação específica anterior, e apresentaram IB=0. Foram submetidos antes e após o tratamento ao exame dermatológico, histopatologia, avaliação neuromotora e teste de Mitsuda. Este último não foi utilizado como critério diagnóstico, foram incluídos 44 pacientes com mitsuda negativo ou com nódulo menor que 5mm. Após o término do tratamento os pacientes continuaram sob supervisão semestral. A média do período de observação é de 11.9% meses; durante este período dois casos apresentaram reação do tipo 1.

Palavras-chave: HANSENÍASE PANCIBILAR, MULTIDROGATERAPIA

© 2018 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações