Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

19

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

19

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 65 Número 2




Voltar ao sumário

 

Comunicação

Comentários acerca do tratamento da hanseníase

Comentários acerca do tratamento da hanseníase


RUY NORONHA MIRANDA1

1Professor Emérito e Coordenador de Pesquisa, CELSA, Universidade Federal do Paraná

 

Resumo

É importante na terapêutica da hanseniase não serem olvidados certos princípios básicos de bioquímica e farmacologia que, não obedecidos, implicarão em prejuízos para o tratamento. O presente trabalho focaliza três desses princípios: 1º a sulfona e os corpos férricos têm ações antagônicas frente ao M. leprae e não devem ser associados no tratamento da hanseníase; 2º a DDS, como tudo composto sulfamídico, tem ação antivitamina B e seu uso indiscriminado agrava os sintomas neurológicos da hanseníase; 3º deve-se associar alcalinos no tratamento da reação hansênica, tendo em vista que este estado agudo favorece a acidose.

© 2019 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações