Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 65 Número 4




Voltar ao sumário

 

Farmacologia clínica

Tratamento da leishmaniose tegumentar americana com injeções intralesionadas de n-metil-glucamina

Treatment of american cutaneous leishmaniasis with intralesional injections of n-metil-glucamine


ALCIDARTA DOS REIS GADELHA1, WANDBERGH CALDAS DE OLIVEIRA2, IRINEIDE DE JESUS ASSUNÇÃO3, HEITOR VIEIRA DOURADO4

1Professor Titular de Dermatologia da Faculdade de Ciências da Saúde da Universidade do Amazonas (FCSUA) - Ex-Dermatologista do IMTM
2Ex-Dermatologista do IMTM
3Médica do IMTM
4Professor Titular de Doenças Infecciosas e Parasitárias da Faculdade de Ciências da Saúde da Universidade do Amazonas - Ex-Diretor do Instituto de Medicina Tropical de Manaus

Trabalho realizado pelo Instituto de Medicina Tropical de Manaus (IMTM).

Correspondência:
Av. Boulevard Amazonas, 1176 69000 - Manaus - AM

 

Resumo

Os autores relatam resultados obtidos no tratamento de 103 lesões em 64 casos de leishmaniose tegumentar americana (LTA), provocada pela Leishmania guyanensis, com injeções intralesionais de n-metil-glucamina. A cura clínica foi observada em 60 casos (93.7%) com apenas três a 10 aplicações semanais de 0.5 a 10ml por lesão, não ultrapassando 10ml por alicação. Destacam a eficácia e a eficiência desse método relativamente inócuo que pode ser empregado mesmo em gestantes a partir do 3º mês, em pacientes portadores de insuficiência renal, hepática ou cardíaca, em alcoólatras, em diabéticos e em outras condições que contra-indiquem o uso sistêmico dessa e de outras drogas como a pentamidina e anfotericina B.

Palavras-chave: LEISHMANIOSE TEGUMENTAR AMERICANA, N-METIL-GLUCAMINA, TRATAMENTO INTRALESIONAL

© 2018 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações